SP E OUTRAS 10 CIDADES DO MUNDO QUE PODEM FICAR SEM ÁGUA COMO A CIDADE DO CABO

Postado por Valentin Ferreira

Um quarto das principais cidades do mundo enfrentará problemas hídricosGETTY IMAGENS

Por: BBC Brasil

A Cidade do Cabo enfrenta uma situação nada invejável como a primeira grande cidade da era moderna a ficar sem água potável. No entanto, esse é apenas um exemplo extremo de um problema sobre o qual especialistas vêm alertando há muito tempo: a escassez de água.

Apesar de cobrir 70% da superfície do planeta, a água doce, especialmente a potável, não é tão abundante assim: responde por só 3%. Mais de 1 bilhão de pessoas enfrentam problemas de acesso a ela, e, para 2,7 bilhões, ela falta ao menos um mês por ano.

Uma pesquisa com as 500 maiores cidades do mundo, publicada em 2014, estima que uma em cada quatro estão em uma situação de “estresse hídrico”, como define a Organização das Nações Unidas (ONU) quando o abastecimento anual cai abaixo de 1,7 mil m³ por pessoa. Continue lendo “SP E OUTRAS 10 CIDADES DO MUNDO QUE PODEM FICAR SEM ÁGUA COMO A CIDADE DO CABO”

TEMER TERIA NEGOCIADO A VENDA DO AQUÍFERO GUARANI COM A NESTLÉ

Postado por Valentin Ferreira

Por Conexaojornalismo

Em 2016 o jornal Correio do Brasil, de Gilberto de Souza, publicou, com exclusividade, que o golpista Temer pretendia vender o Aquífero Guarani – A maior reserva de água mineral do planeta. Disse que a negociação envolvia a Nestlé e outras multinacionais. À época a reportagem foi ignorada e alguns sites prestimosos chegaram a incluir no rol das “fake news”. Eis que agora Franklin Frederick, um dos mais importantes ativistas ambientais do nosso tempo, revela encontro sigiloso envolvendo o ilegítimo e o presidente da Nestlé, Paul Bulcke, em Davos. Será que agora a velha mídia fará a denúncia ou seguirá escondendo que, depois do petróleo, até a nossa água corre risco de parar em mãos estrangeiras para torná-la cara e inacessível? Continue lendo “TEMER TERIA NEGOCIADO A VENDA DO AQUÍFERO GUARANI COM A NESTLÉ”

POR QUE PRECISAMOS SALVAR OS PEQUENOS RIOS

Postado por Valentin  Ferreira


Por Cecília Gontijo Leal /Nexo Jornal

Em algumas bacias hidrográficas, igarapés representam 90% de toda a extensão dos cursos d’água, além de serem as cabeceiras dessas intrincadas redes hídricas. Interligados em um sistema único, os impactos sofridos por eles em função da degradação florestal ecoam nos rios maiores, que, por sua vez, já estão impactados por grandes obras de infraestrutura, como as usinas hidrelétricas.

A relevância dos igarapés e seu alto nível de exposição às atividades humanas, em especial à agropecuária, foi tema de artigo que publicamos no periódico científico Journal of Applied Ecology. Vitais para as populações da Amazônia, os igarapés fornecem água potável para o consumo humano e para o gado; irrigação de cultivos de alto valor, como frutas e verduras; peixes para consumo e comércio ornamental; áreas de recreação e vias para deslocamentos.

Leia Matéria Completa: Aqui

CORRENTINA INSURGENTE: UMA GUERRA DA ÁGUA NO BRASIL

Postado por Valentin Ferreira

Cidade, no extremo oeste baiano, tem pouco mais de 30 mil habitantes. Mais de 10 mil deles saíram às ruas contra a privatização das águas do Rio Arrojado. Mas a história, omitida pela mídia, vai muito além

Vídeo e texto por André Monteiro, no EcoDebate / Via Outras Palavras

Insurgência é um filme que proporciona um mergulho de cinco minutos na manifestação do dia 11 de novembro de 2017 em Correntina (BA) contra a omissão do poder público diante da exploração de água pelo agronegócio no oeste baiano. Continue lendo “CORRENTINA INSURGENTE: UMA GUERRA DA ÁGUA NO BRASIL”

HIDROCÍDIO BRASILEIRO: A MATANÇA DAS ÁGUAS

Postado por Valentin Ferreira / do 

Leito seco do Rio Paracatu, no município de mesmo nome. Principal afluente do São Francisco, o rio tinha quase 500 quilômetros, e uma bacia hidrográfica de área equivalente à do Estado do Rio

Leito seco do Rio Paracatu, no município de mesmo nome. Principal afluente do S.Francisco, o rio tinha quase 500 quilômetros de extensão, e uma bacia hidrográfica de área equivalente à do Estado do Rio

São Francisco, Araguari, Paracatu, Tocantins, Javaés. Os rios brasileiros agonizam. “Não sabemos o que será e nem como será, só sabemos que estamos preparando o inferno para as gerações futuras.”

Por (*)Roberto Malvezzi (Gogó)

A cada dia chega a notícia da morte de um rio, ou de que um rio famoso agoniza. Afluentes dos grandes rios brasileiro estão sendo mortos às centenas, aos milhares, num verdadeiro hidrocídio, isto é, a matança das águas. Continue lendo “HIDROCÍDIO BRASILEIRO: A MATANÇA DAS ÁGUAS”

ÁGUA, O GRANDE DESAFIO. Estimativa do OEA que em 2030 o barril de água estaria mais caro que o de petróleo.

Postado por Valentin Ferreira /do Correio da Cidadania

Ge­o­po­lí­tica da Água: Água para a Guerra – Água para a Paz

Por Amyra El Khalili /  Correio da Cidadania

A OEA estimou que em 2030 o barril de água estaria mais caro que o de petróleo, um objetivo dos bancos multilaterais.

“Quando li­damos com o meio am­bi­ente não po­demos tratar deste di­reito fun­da­mental como se fosse um pro­duto em­pre­sa­rial, uma mer­ca­doria, quando con­tratos e re­gras são de­ter­mi­nados a portas fe­chadas em reu­niões entre pares. Pelo con­trário, devem acon­tecer com o co­le­tivo da so­ci­e­dade” .

Continue lendo “ÁGUA, O GRANDE DESAFIO. Estimativa do OEA que em 2030 o barril de água estaria mais caro que o de petróleo.”