“HOJE O INDIVÍDUO SE EXPLORA E ACREDITA QUE ISSO É REALIZAÇÃO”, Explica Byung, filósofo sul-coreano.

Postado por Valentin Ferreira

O filósofo Byung-Chul Han em Barcelona MASSIMILIANO MINOCRI EL PAÍS

 O filósofo sul-coreano Byung-Chul Han, um destacado dissecador da sociedade do hiperconsumismo, fala sobre suas críticas ao “inferno do igual”

PorCarles Geli / El Pais

As Torres Gêmeas, edifícios idênticos que se refletem mutuamente, um sistema fechado em si mesmo, impondo o igual e excluindo o diferente e que foram alvo de um ataque que abriu um buraco no sistema global do igual. Ou as pessoas praticando binge watching (maratonas de séries), visualizando continuamente só aquilo de que gostam: mais uma vez, multiplicando o igual, nunca o diferente ou o outro… São duas das poderosas imagens utilizadas pelo filósofo sul coreano Byung-Chul Han (Seul, 1959), um dos mais reconhecidos dissecadores dos males que acometem a sociedade hiperconsumista e neoliberal depois da queda do Muro de Berlim. Livros como A Sociedade do CansaçoPsicopolítica e A Expulsão do Diferente reúnem seu denso discurso intelectual, que ele desenvolve sempre em rede: conecta tudo, como faz com suas mãos muito abertas, de dedos longos que se juntam enquanto ajeita um curto rabo de cavalo.

Continue lendo ““HOJE O INDIVÍDUO SE EXPLORA E ACREDITA QUE ISSO É REALIZAÇÃO”, Explica Byung, filósofo sul-coreano.”

NATAL PÓS-CAPITAL?

Postado por Valentin Ferreira171219-Natal

Nestas festas, serão oferecidos smatphones para cães e impressoras 3D de panquecas. Há alternativa: uma vida privada frugal e bens comuns refinados. Quem se atreve? 

Por: George Monbiot/ Outras Palavras

Quando você ouve que alguma coisa faz sentido do ponto de vista econômico, isso significa que é o oposto do senso comum. Aqueles homens e mulheres sensíveis que governam os tesouros e bancos centrais do mundo, que veem como normal e necessário um crescimento indefinido do consumo, estão alucinados, esmagando as maravilhas do mundo vivo, destruindo a prosperidade das gerações futuras para sustentar um conjunto de cifras que têm uma relação cada vez menor com o bem-estar geral.

Consumismo verde, dissociação material, crescimento sustentável: isso tudo é ilusão, destinada a justificar um modelo econômico que está nos conduzindo à catástrofe. O sistema atual, baseado em luxo privado e imundície pública, vai nos levar à miséria: sob esse modelo, luxo e privação são uma só besta com duas cabeças.

Ler matéria completa: outraspalavras

VÍDEO “HAPPINESS”: A CRÍTICA SOCIAL DE STEVE CUTTS

Postado por Valentin Ferreira

Steve Cutts faz novamente uma excelente crítica social, desta vez à acomodação e condicionamento da sociedade de consumo capitalista, em sua animação Happiness.

Para o  capitalismo e sua ideologia neoliberal, somos todos ratos de Skinner a sermos devidamente condicionados a desempenhar comportamentos esperados e padronizados…. Veja este desenho e entenda a que somos condicionados…..

BLACK FRIDAY, LEMBRE-SE: INVESTIR EM EXPERIÊNCIAS TE FAZ MAIS FELIZ DO QUE COMPRAR OBJETOS

Postado por Valentin Ferreira Black FridayCompradores da Black Friday em São Paulo PAULO WHITAKER / REUTERS

Estudos apontam que viver bons momentos têm mais efeito sobre o bem estar do que adquirir coisas

Por jaime rubio hancock;/ El país

É quase impossível fugir das ofertas da Black Friday: vemos em cartazes pela rua, nos anúncios de qualquer página na internet e chegam até nós por e-mail e até por mensagem no celular. Ao final, é difícil não comprar nada. E depois é possível que nos sintamos bem. Mas também pode ser que acabemos com a sensação de ter comprado algo de que não precisávamos e que acabará esquecido em alguma gaveta.

Há duas formas de evitar esse sentimento: a primeira, obviamente, é não comprar nada; a segunda consiste em gastar dinheiro em experiências (como viagens, jantares ou shows, por exemplo), em vez de objetos. “E por que isso?”, você se pergunta enquanto segura o cartão de crédito na mão.

Matéria completa:: El País

“OS PAIS TÊM MEDO DOS FILHOS, DE DIZER NÃO”

postado por Valentin Ferreira / do Carta Educação

Imagem relacionada

Pediatra fala sobre os principais pecados cometidos contra a infância, entre eles, terceirização da criação, superproteção, confinamento e medicalização das crianças

Os dados são alarmantes. O Brasil já é o segundo país do mundo que mais consome Ritalina, medicação tarja preta usada para controlar o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), que tem como principais usuários crianças e adolescentes.

Para o médico pediatra Daniel Becker, o quadro é sintomático das condições sociais à quais a infância está sujeita atualmente. Falta de convívio entre a família, crianças confinadas dentro de casa que precisam ser constantemente distraídas e pais que superprotegem e não conseguem dizer “não” aos filhos são alguns desses fatores. “Ao invés de tentar entender da onde vêm esses sintomas, temos preferido mais uma agressão que é a medicalização”, diz.

Em conversa com o Carta Educação, o especialista com 20 anos de experiência na área e cujo TEDx “Crianças, já para fora” teve mais de 150 mil visualizações no YouTube falou sobre os principais “pecados” que estamos cometendo contra a infância e os possíveis caminhos para solucioná-los. Continue lendo ““OS PAIS TÊM MEDO DOS FILHOS, DE DIZER NÃO””