UM RETRATO DOS PRIVILEGIADOS DO BRASIL, Por Fernando Nogueira da Costa- UNICAMP

Postado por Valentin Ferreira

Certas “castas” têm motivos de sobra para sorrir.

Uma análise das declarações de Imposto de Renda recentemente publicadas pela Receita Federal permite reflexões sobre o enriquecimento no País

Por Fernando Nogueira da Costa (*)— Carta Capital
“Gente de bem” bate panela vazia? É “bem-nascida”, isto é, herdeira? É a “sorte-do-berço” determinante de seu bem-estar? É self-made man, alguém que se fez por si próprio, com seu esforço, pelas boas qualidades intrínsecas ao seu DNA ou adquiridas em seu ambiente familiar educacional?

É o instinto humano básico da competição ou o da proteção que a caracteriza? São boas escolas, bons professores, boa rede de relacionamento social, ou bons privilégios sociais, por exemplo, isenção fiscal em seus rendimentos, os determinantes básicos do $uce$$o?

Os grandes números do DIRPF 2017 Ano Calendário 2016, recentemente publicados pela Receita Federal, permitem reflexões sobre essas questões relativas ao enriquecimento pessoal. A tabela abaixo apresenta um ranking de ocupações principais dos declarantes em que estimei os rendimentos totais (tributáveis, exclusivos e isentos) per capita, deduzindo os mensais, além do patrimônio líquido per capita, descontando as dívidas dos bens e direitos.

Continue lendo “UM RETRATO DOS PRIVILEGIADOS DO BRASIL, Por Fernando Nogueira da Costa- UNICAMP”

BALANÇA DA RIQUEZA NO BRASIL: 5 EQUIVALE A 102 MILHÕES

Postado por Valentin Ferreiratop5

Se alguém contasse a você a história de um reino distante no tempo e no espaço onde cinco pessoas tivessem  riqueza equivalente  ao que possui  os 102 milhões desúditos você pensaria em potentados árabes e escravos suando sob sol e chibata.

A Folha publicou dados da distribuição de renda no mundo e nada de novo há senão a aberração que muitos passaram a achar “normal”:  82% de toda riqueza gerada em 2017 ficou nas mãos do 1% mais rico do mundo”, enquanto a metade da humanidade – 3,7 bilhões de pessoas – ganhou, literalmente, nada, exceto uma vida miserável.

Mas não é possível deixar passar o recorte destacado pela repórter Fernanda Mena, informando que os cinco homens mais ricos do Brasil ficam com uma renda igual ao de 102 milhões de brasileiros. São os da fileira de cima da foto e, apesar de não ter os números, acho que com os cinco da fileira de baixo devemos chegar perto de representarem a mesma renda de 153  milhões de almas verde-amarelas.

Matéria Completa: Aqui 

Lei Também:

Quanto Maior a riqueza, tanto maior é a sujeira

Obama: Nao veremos estabilidade política com 1% controlando a riqueza.

 

SEIS BRASILEIROS TÊM A MESMA RIQUEZA QUE OS 100 MILHÕES MAIS POBRES

Postado por Valentin FerreiraComplexo da MaréFernando Frazão / Agência Brasil
Por Carta Capital
Relatório da Oxfam também mostrou que os 5% mais ricos detêm a mesma fatia de renda que os demais 95% da população

Um novo relatório da ONG britânica Oxfam a respeito da desigualdade social no Brasil mostra que os seis brasileiros mais ricos concentram a mesma riqueza que os 100 milhões de brasileiros mais pobres. Os dados estão no relatório A Distância Que Nos Une, lançado nesta segunda-feira 25 pela Oxfam Brasil.

A conclusão tem origem em um cálculo feito pela própria ONG, que compara os dados do informe Global Wealth Databook 2016, elaborado pelo banco suíço Credit Suisse, e a lista das pessoas mais ricas do mundo produzida pela revista Forbes. Continue lendo “SEIS BRASILEIROS TÊM A MESMA RIQUEZA QUE OS 100 MILHÕES MAIS POBRES”

SEIS BRASILEIROS CONCENTRAM RIQUEZA IGUAL AO PATRIMÔNIO SOMADO DE OUTROS 100 MILHÕES

Postado por Valentin Ferreira / do DCM / Via El PaísImagem da má distribuição de renda

Do El País

Jorge Paulo Lemann (AB Inbev), Joseph Safra (Banco Safra), Marcel Hermmann Telles (AB Inbev), Carlos Alberto Sicupira (AB Inbev), Eduardo Saverin (Facebook) e Ermirio Pereira de Moraes (Grupo Votorantim) são as seis pessoas mais ricas do Brasil. Eles concentram, juntos, a mesma riqueza que os 100 milhões mais pobres do país, ou seja, a metade da população brasileira (207,7 milhões). Estes seis bilionários, se gastassem um milhão de reais por dia, juntos, levariam 36 anos para esgotar o equivalente ao seu patrimônio. Foi o que revelou um estudo sobre desigualdade realizado pela Oxfam. Continue lendo “SEIS BRASILEIROS CONCENTRAM RIQUEZA IGUAL AO PATRIMÔNIO SOMADO DE OUTROS 100 MILHÕES”

“QUANTO MAIOR A RIQUEZA, TANTO MAIOR A SUJEIRA” John Galbraith

Postado por Valentin Ferreira /Por Evaldo D”Assumpção / do DomTotalA verdade absoluta e imutável pertence, com exclusividade, ao universo do transcendente, que ultrapassa (transcende) toda a nossa compreensão.A verdade absoluta e imutável pertence, com exclusividade, ao universo do transcendente, que ultrapassa (transcende) toda a nossa compreensão. (Reprodução)

O Blog reproduz artigo de Evaldo D`Assumpção, publicado originalmente no Dom Total, sobre a verdade. Do contexto extraí a frase-título deste post que bem retrata a realidade de um país como o Brasil onde a riqueza excessiva de poucos  ofende a pobreza e miséria  de tantos.

O que é a verdade?

Por Evaldo D´Assumpção*

Uma imagem me vem frequentemente à lembrança: Cristo diante de Pilatos, na farsa de julgamento em que a sentença já estava previamente decidida, mas onde o julgador temia pronunciá-la diante de um réu tão instigante. E uma de suas perguntas surgiu quando o réu lhe disse: “… vim ao mundo para dar testemunho da verdade”. Ao que Pilatos retrucou: “O que é a verdade?”. E na descrição do evangelista João, ele saiu sem esperar a resposta. Questiono-me, então: por que fazer uma pergunta, se não se quer uma resposta?

DINHEIRO: EXCESSO DE UM LADO E ESCASSEZ DE OUTRO

Por:Antônio de Paiva Moura* / Brasil de Fato

Para desmontar a democracia social vigente, passaram a comprar os representantes do povo nos três poderes constituídos da República - Créditos: Reprodução

A flexibilização das leis trabalhistas permitirá a diminuição do custo trabalho e aumento do lucro

Para Ladislau Dowbor, há um mal-estar na sociedade que corre paralelamente com a desgovernança dos países. O mundo, como na Idade Média, volta a se cobrir de muros e arames farpados. Tudo tem relação com a voracidade do lucro e da rentabilidade.

Primeiro: No plano do meio ambiente, a destruição da vida no planeta; contaminação das águas, destruição da cobertura vegetal e liquidação da fauna. No momento que redijo este texto vem na tela a notícia de que o presidente dos EUA, Donald Trump, anuncia a saída de seu país do acordo de Paris. Ele alega que esse acordo é uma enganação da China para diminuir a força de seus concorrentes.
Continue lendo “DINHEIRO: EXCESSO DE UM LADO E ESCASSEZ DE OUTRO”