POR QUE HOJE A REVOLUÇÃO NÃO É POSSÍVEL?

Postado por Valentin Ferreira

Por Byung-Chul-Han (*) / no El País Brasil

Para decifrar a alta estabilidade do sistema de dominação liberal é preciso entender como os atuais mecanismos de poder funcionam. O comunismo como mercadoria é o fim da revolução

Quando debati com Antonio Negri, um ano atrás, no Berliner Schaubühne, ocorreu um embate entre duas críticas do capitalismo. Negri estava entusiasmado com a ideia da resistência global ao império, ao sistema de dominação neoliberal. Ele se apresentou como revolucionário comunista e se autodenominava professor cético. Clamava com ênfase à multidão, à massa interconectada de protesto e revolução, a quem confiava a tarefa de derrotar o império. A posição do comunista revolucionário me pareceu muito ingênua e fora da realidade. Por isso tentei explicar para Negri por que as revoluções já não são mais possíveis.

Por que o regime de dominação neoliberal é tão estável? Por que há tão pouca resistência? Por que toda resistência se desvanece tão rápido? Por que a revolução já não é mais possível apesar do crescente abismo entre ricos e pobres? Para explicar isso é necessária uma compreensão adequada de como funcionam hoje o poder e a dominação. Continue lendo “POR QUE HOJE A REVOLUÇÃO NÃO É POSSÍVEL?”

“HOJE O INDIVÍDUO SE EXPLORA E ACREDITA QUE ISSO É REALIZAÇÃO”, Explica Byung, filósofo sul-coreano.

Postado por Valentin Ferreira

O filósofo Byung-Chul Han em Barcelona MASSIMILIANO MINOCRI EL PAÍS

 O filósofo sul-coreano Byung-Chul Han, um destacado dissecador da sociedade do hiperconsumismo, fala sobre suas críticas ao “inferno do igual”

PorCarles Geli / El Pais

As Torres Gêmeas, edifícios idênticos que se refletem mutuamente, um sistema fechado em si mesmo, impondo o igual e excluindo o diferente e que foram alvo de um ataque que abriu um buraco no sistema global do igual. Ou as pessoas praticando binge watching (maratonas de séries), visualizando continuamente só aquilo de que gostam: mais uma vez, multiplicando o igual, nunca o diferente ou o outro… São duas das poderosas imagens utilizadas pelo filósofo sul coreano Byung-Chul Han (Seul, 1959), um dos mais reconhecidos dissecadores dos males que acometem a sociedade hiperconsumista e neoliberal depois da queda do Muro de Berlim. Livros como A Sociedade do CansaçoPsicopolítica e A Expulsão do Diferente reúnem seu denso discurso intelectual, que ele desenvolve sempre em rede: conecta tudo, como faz com suas mãos muito abertas, de dedos longos que se juntam enquanto ajeita um curto rabo de cavalo.

Continue lendo ““HOJE O INDIVÍDUO SE EXPLORA E ACREDITA QUE ISSO É REALIZAÇÃO”, Explica Byung, filósofo sul-coreano.”

É NECESSÁRIO BUSCAR UM NOVO PROJETO DE SOCIEDADE

Postado por Valentin Ferreira
É necessário buscar um novo projeto de sociedade
Por Luís Felipe Miguel(*)/ do Jornal GGN /Via Caros Amigos

Diz João Pereira Coutinho, obscuro conservador português que, por razões que fogem (ou não) ao meu entendimento, tem uma coluna semanal na Folha: “Como é triste a luta contra a ordem natural das coisas”. Ele se referia à lei francesa que obriga, sob pena de multa, que anúncios publicitários informem quando as fotos foram manipuladas digitalmente, a fim de combater a disseminação de padrões irreais e nocivos de beleza (sobretudo feminina).

Nem sei se a lei francesa é a melhor opção. De minha parte, simpatizo mais com a ideia de simplesmente abolir a propaganda comercial. Mas é espantosa a falta de cuidado com que os traços constitutivos da nossa sociedade – o capitalismo, o consumismo, a dominação masculina – são logo apresentados como “a ordem natural das coisas”. E eu que achava que estávamos chegando a uma situação em que a expressão “a ordem natural das coisas” só seria Continue lendo “É NECESSÁRIO BUSCAR UM NOVO PROJETO DE SOCIEDADE”

ESTAMOS NOS TORNANDO UM PAÍS DE DESCEREBRADOS E DEMENTES?

Postado por Valentin Ferreira / do blogdobepe                                                                         

Por Bepe Damasco   

A julgar pelas manifestações de intolerância e ódio – de caráter político, ideológico, religioso ou social – que se alastram como rastilho de pólvora, a resposta é sim.

Valores totalitários e pré-iluministas  são uma ameaça real à sociedade?

A volta da censura a obras de arte, partindo de um número cada vez maior de analfabetos formalmente letrados e de esferas de governo, indicam que sim.

O estado de exceção já uma realidade no Brasil pós-golpe? Continue lendo “ESTAMOS NOS TORNANDO UM PAÍS DE DESCEREBRADOS E DEMENTES?”

“MERLI”, FILOSOFIA E REFORMAS EDUCACIONAIS

Postado por Valentin Ferreira / de Outraspalavras

170925-Merli

Em série espanhola, professor irreverente interfere nos dramas dos alunos com conceitos filosóficos — enquanto apresenta Aristóteles, Deleuze, Hobbes e muitos outros. Como o ensino brasileiro poderia aprender com ele?

Um professor propõe a estudantes que reflitam sobre a disciplina enquanto caminham pela cozinha, elege como pupilo o aluno que nada anota em classe e para falar sobre a matéria do dia picha o tema da aula na parede da escola. Merlí Bergeron (Francesc Orella) é professor de filosofia, protagonista de uma série catalã homônima e tem muito a dizer em tempos de reformas educacionais. Continue lendo ““MERLI”, FILOSOFIA E REFORMAS EDUCACIONAIS”

DIA DOS PAIS, MAS QUE TIPO DE PAIS?

Postado por Valentin Ferreira / do El PaísDía del PadreMenino prepara o seu presente do Dia dos Pais. ALFREDO ARIAS

Inventada nos Estados Unidos há mais de cem anos, a comemoração deveria se adaptar às novas formas de família

Muitas pessoas cresceram pensando que a comemoração do Dia dos Pais era invenção de alguma loja de departamentos com o objetivo de aumentar as vendas. Foi a norte-americana Sonora Smart Dodd – bendito Google – que inventou essa festa em homenagem ao pai, Henry Jackson Smart, que ficou viúvo quando sua esposa morreu no parto do sexto filho. Foi no início do século XX e o fazendeiro acrescentou ao seu tradicional papel masculino as tarefas na época próprias à condição de mãe, o que fez dele um pai singular e, sem dúvida alguma, muito completo. Continue lendo “DIA DOS PAIS, MAS QUE TIPO DE PAIS?”