AÇÃO CONTRA A JBS (FRIBOI) PODE SER A “OPERAÇÃO CARNE MOÍDA”

Por Fernando Brito / Tijolaço

O juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal de Brasilia  – aquele que o deputado Wadih Damous chamou de “juizeco” – deu ordens para sequestrar – digo, conduzir coercitivamentente, os dirigentes de frigorífico JBS (Friboi) por supostos favorecimentos em empréstimos do BNDES.

Inclusive Joesley Batista, um dos dois irmãos que proprietários da empresa.

Se forem fazer o que já ensaiam com o setor da construção pesada, vai ter muito político sendo colocado na máquina de moer carne, porque a JBS é outra que espalha fartos financiamentos de campanha.

O Lulinha, filho do ex-presidente, não é sócio da Friboi, como espalharam durante anos os alucinados das redes, mas que a empresa tem muitos filhotes na política, é fora de dúvida.

Essa turma está fazendo um novo “modernismo”. Pelo menos ensaia os seus manifestos antropofágicos. E autofágicos.