JULGAMENTO DE DILMA-TEMER NO TSE CONTINUARÁ NESTA QUARTA

Por Valentin Ferreira /Com informações de El PaísO relator da ação contra o TSE, Herman Benjamin. O relator da ação no TSE, Herman Benjamin.

A maratona judicial do processo no Tribunal Superior Eleitoral que pode retirar Michel Temer (PMDB) da Presidência da República começou nesta terça-feira com os sete ministros da Corte Eleitoral rejeitando quatro pedidos da defesa para encerrar a ação que pôs, ao menos no tribunal, o mandatário e a ex-presidenta Dilma Rousseff (PT), eleitos juntos em 2014, no mesmo lado de novo. A primeira das quatro sessões previstas para o julgamento deixou para esta quarta-feira a partir das 9h, contudo, um questionamento fundamental, relacionado à validade dos depoimentos dos executivos da Odebrecht e dos publicitários João Santana e Mônica Moura na ação. Caso sejam anulados, a tese da acusação de que Dilma e Temer cometeram abuso de poder político e econômico perde força.