O CONGRESSO, O BRASIL E DOIS GENERAIS

Postado por Valentin Ferreira / do Brasil 247

“Quem tinha esperança pode ir tirando o cavalinho da chuva. Embora a pesquisa CNI-Ibope tenha mostrado Temer no fundo do poço, com apenas 3% de aprovação, está tudo pronto na Câmara para a rejeição da denúncia que o acusa de organização criminosa e obstrução da Justiça”, afirma Tereza Cruvinel, que acrescenta que a expressão que mais ouviu na Câmara esta semana “foi a de que a votação da denúncia já está ‘precificada’, ou seja, tudo já foi negociado”; para a jornalista, “quem tem razão é o general Leal Pujol”, que disse que “os deputados e senadores só ouvirão o Brasil quando (e se) os 77% que rejeitam Temer forem para a rua”; “Pujol, ao que parece, não é da mesma corrente do general Mourão, o que defende a intervenção militar se os poderes constituídos não resolverem a crise”, compara; “No ponto em que chegamos, no lugar das palavras de um líder, de um condutor em tempo de crise, temos as exortações de dois generais”, lamenta.

Matéria completa: AQUI