A LUTA PELA MORAL E OS BONS COSTUMES AFASTA A GENTALHA DOS PROTESTOS VÃOS

Postado por Valentin Ferreira/ Por Prof Hariovaldo

by 

Para que não hajam protestos vãos, para que fiquem nesse antro estreito, o aumento dos combustíveis e a venda das estatais, nada disso lhes diz respeito, em se tratando da gentalha ignara, é melhor discipliná-los pela moral, em favor dos bons costumes, pois estes são valores intrínsecos, e a defesa deles não deixa tempo para que o populacho se aperceba que a nação está sendo remida pelos homens bons que em boa hora assumiram o governo nacional com o defenestramento da búlgara usurpadora.

Esta batalha moral é uma excelente manobra diversionista, uma vez que, não só a gentalha, mas os esquerdistas e os artistas da mídia assumem automaticamente a posição contrária da contenda, se ausentando dos debates sobre as medidas salutares adotadas por Temer e seus auxiliares em prol do mercado. Trata-se de uma estratégia vitoriosa de levar a disputa contra os comunistas para o campo da emoção, esquecendo a razão, conforme cartilha amplamente adotada em todo mundo pelo escritório dos negócios estrangeiros do Governo Americano.

Avança a revolução rumo ao bom governo latino, cânone pinochetiano, alijando todo o entulho legislacionista marxista, e o gigantismo estatal, este último chamado de bem estar social, essa quimera bolchevista que contraria a seleção natural onde só os mais fortes devem sobreviver. Assim sendo, o grande debate nacional deve passar longe dos temas centrais da economia e de tudo que afete a vida do populacho, pois os mesmo, dada sua condição reles, não deve opinar sobre tais temas. Colocar os artistas e intelectuais na defensiva moral é o melhor caminho para isso, pois imediatamente atraem a solidariedade e o apoio dos esquerdistas que se arrogam o papel de modernos avant-guardes e, como diz o adágio, enquanto os cães ladram a caravana passa.

Alvíssaras!