A MORTE DO CACHORRO DE DILMA E A ESTRATÉGIA DA DISTRAÇÃO

Postado por Valentin Ferreira

Imagem relacionada

Imagem: Reprodução

Por Luciano Rezende *
Recordo-me como se fosse hoje. O primeiro operário era eleito presidente da República, representando amplos setores da esquerda e dos movimentos sociais, com enorme repercussão na mídia internacional e a discussão promovida pela imprensa privada brasileira era o plantio de flores vermelhas no jardim do Palácio da Alvorada, em alusão ao PT, cultivadas supostamente a pedido de Marisa Letícia.Esse debate paisagístico foi literalmente estercado por várias semanas. A grande discussão naqueles primeiros dias de governo, que dividia o Brasil, já pautava de forma maniqueísta se tinha sido certo ou errado plantar flores vermelhas no formato de estrela.Até Oscar Niemeyer foi procurado pela grande mídia para dar sua opinião. Para o chefe do departamento técnico do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) as modificações eram legais porque os jardins podem sofrer acréscimos e modificações. Mas para o presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil a iniciativa era um “desrespeito”.

A partir daí quantas questões fúteis, irrelevantes e totalmente insignificantes diante do gigantismo de um país continental como o nosso, com imensos problemas estruturais a serem resolvidos, foram alimentados pela grande mídia? Milhares.

Leia Matéria completa:Aqui