COMO AS CIDADES PODEM SE PREPARAR MELHOR PARA ENFRENTAR CRISES HÍDRICAS

Postado por Valentin Ferreira

Diversificação de sistemas é uma saída que vem ganhando espaço. Debate e legislação ainda precisam avançar no Brasil, segundo especialistas

Por Nexo Jornal

No dia 22 de março, comemora-se o Dia Mundial da Água. Em Brasília, entre os dias 18 e 23 de março, deve acontecer o Fórum Mundial da Água, evento internacional com representantes dos setores público e privado. O Nexo aproveita a data para tratar de alguns dos temas relevantes para a área em uma série de quatro reportagens. Esta é a primeira.

Cingapura é uma cidade-Estado insular com alta densidade populacional e que depende de fontes de água localizadas além de suas fronteiras, na Malásia. Após décadas sujeitando-se a preços e condições impostos pelo vizinho, que em alguns momentos chegou a ameaçar cortar o fornecimento, decidiu em 2003 que buscará a autossuficiência de água até o ano 2061.

Atualmente, o país vem investindo em projetos de dessalinização e reuso da água. Em 2008, a cidade de Barcelona reagiu a uma estiagem com uma usina de dessalinização com produção equivalente a 200 mil metros cúbicos diários, suficientes para fornecer água potável a cerca de 1,3 milhão de pessoas (20% da população da Catalunha).

Leia a matéria completa