A INCLUSÃO DE NOVAS TERAPIAS ALTERNATIVAS AO SUS. E O DEBATE NA MEDICINA

Postado por Valentin Ferreira

APÓS ANÚNCIO, SUS PASSA A CONTAR COM A OFERTA DE 29 PRÁTICAS ‘INTEGRATIVAS’

Por Murilo Roncolato / Nexo Jornal

Desde a última segunda-feira (12), qualquer brasileiro pode solicitar ao Sistema Único de Saúde tratamentos alternativos para seus problemas de saúde baseados no uso de óleos aromáticos (aromaterapia), substâncias produzidas por abelhas (apiterapia) ou ainda essências de flores (florais).

Contando com essas, totalizam 10 as novas “práticas integrativas ou complementares” – assim chamadas por serem aplicadas de forma integrada ou associada a tratamentos convencionais. Anunciadas pelo ministro da Saúde Ricardo Barros (PP), as modalidades terapêuticas passam agora a integrar o SUS sob custeio do governo federal.

Completam a lista de tratamentos que “utilizam recursos terapêuticos baseados em conhecimentos tradicionais” as chamadas:

Bioenergética: que adota “psicoterapia corporal e exercícios terapêuticos” para “liberar as tensões do corpo” e facilitar “a expressão de sentimentos”

Constelação familiar: “técnica de representação espacial das relações familiares que permite identificar bloqueios emocionais”

Cromoterapia: “utiliza as cores nos tratamentos das doenças com o objetivo de harmonizar o corpo”

Continue lendo a matéria Aqui