FLÁVIO DINO: DECISÃO DE MORO É “CONDENÁVEL, INCORRETA E DESASTRADA”

Postado por Valentin Ferreira

Do Brasil 247

Aprovado em primeiro lugar como juiz no mesmo concurso prestado por Sérgio Moro, o governador maranhense Flávio Dino (PCdoB) criticou o mandado de prisão contra o ex-presidente Lula, expedido por Moro; “A decisão acirra o conflito no Brasil e gera agudização da polarização política. É uma decisão condenável, incorreta e desastrada”, afirmou Dino, em Boston, onde realiza palestra para alunos brasileiros da Universidade de Harvard; ex-juiz avalia que a decisão de Moro visa “criar uma espetacularização ou criar um fato consumado que impeça que a maioria do Supremo possa reavaliar a questão da prisão após a 2ª instância”

Maranhão 247 – Aprovado em primeiro lugar no mesmo concurso para juiz federal feito por Sérgio Moro, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), criticou o mandado de prisão contra o ex-presidente Lula, expedido por Moro, e lembrou que não houve esgotamento do debate sobre o processo no TRF (Tribunal Regional Federal) da 4ª Região nem no STF (Supremo Tribunal Federal).

“A decisão acirra o conflito no Brasil e gera agudização da polarização política. É uma decisão condenável, incorreta e desastrada”, afirmou Dino, em entrevista a jornalistas em Boston, onde realiza uma palestra para alunos brasileiros da Universidade de Harvard.

O ex-juiz avalia que a decisão de Moro visa “criar uma espetacularização ou criar um fato consumado que impeça que a maioria do Supremo possa reavaliar a questão da prisão após a 2ª instância”.

“A Constituição diz claramente que a presunção de inocência só é afastada com trânsito em julgado. A instância para rever isso não é o Judiciário. Todos aqueles que discordam podem se submeter ao voto popular, se eleger deputado, propor uma emenda e mudar a Constituição. Qualquer outro caminho é um atalho. Um atalho ilegítimo.”