A REPORTAGEM FOTOGRÁFICA DA REUTERS QUE GANHOU O PRÊMIO PULITZER 2018

Postado por Valentin Ferreira

Hamida, uma refugiada rohingya, chora enquanto segura seu filho de 40 dias, que morreu quando o barco em que viajavam virou antes de chegar à costa de Shah Porir Dwip, Teknaf, (Bangladesh), em 14 de setembro de 2017.

A agência Reuters ganhou o Prêmio Pulitzer por seu trabalho fotográfico sobre a violência sofrida pelos refugiados que fogem de Mianmar ( Por El País)

A agência de notícias Reuters ganhou dois prêmios Pulitzer em 2018, um para o relatório especial que revelou as conexões entre o presidente filipino, Rodrigo Duterte, e esquadrões da morte da polícia, e outro para a produção fotográfica sobre a crise do migrantes rohingyas. Na imagem, uma exausta refugiada toca a costa depois de atravessar a fronteira entre Bangladesh e Mianmar de barco pela baía de Bengala, em Shah Porir Dwip (Bangladesh), em 11 de setembro de 2017.

Uma exausta refugiada toca a costa depois de atravessar a fronteira entre Bangladesh e Mianmar de barco pela baía de Bengala, em Shah Porir Dwip (Bangladesh), em 11 de setembro de 2017.  ( por DAMIR SAGOLJ -Reuters)

Veja outras fotos: AQUI