QUEM SÃO OS AMERICANOS QUE VÃO ESTUDAR MEDICINA EM CUBA

Postado por Valentin Ferreira

A americana Sarpoma Sefa-Boakye descobriu que queria ser médica aos nove anos de idade. Nascida no sul da Califórnia, filha de imigrantes ganenses, ela conta que, em sua primeira viagem à África, para um funeral na terra natal dos pais, ficou comovida com a pobreza.dos pais.

“Pensei que uma maneira de ajudar seria me tornar médica”, diz Sarpoma, 39, à BBC News Brasil.

Quando chegou a hora de ingressar no curso de Medicina – que nos Estados Unidos é oferecido como pós-graduação – Sarpoma se inscreveu em universidades americanas, mas acabou escolhendo um destino menos usual: a Escola Latino-Americana de Medicina (ELAM), na capital cubana, Havana.

Segundo ela, o que pesou na decisão foi a possibilidade de concluir o curso sem dívidas, já que o governo cubano oferece bolsas de estudos aos alunos americanos.

“Eu pensei: ‘será que vou conseguir pagar um curso de Medicina nos Estados Unidos, que custa entre US$ 200 mil e 300 mil?'”, lembra.

Continue lendo AQUI