O EFEITO DO #ELE NÃO

Postado por Valentin Ferreira

Bolsonaro sob o efeito do #EleNão, por Sergio Saraiva  / do jornal GGN

A campanha de Bolsonaro para presidente sentiu os efeitos do #EleNão. Seu eleitorado é fiel, mas não é o suficiente para dar-lhe a vitória no 2º turno. Essa é a principal informação que se tira da pesquisa IBOPE de 24 de setembro de 2018.

Bolsonaro bateu no teto e o foguete de Haddad entrou em velocidade de cruzeiro

Bolsonaro bateu no teto – ou seja – faltando duas semanas para o 1º turno das eleições de 2018, com uma exposição midiática que era impensável no início da corrida presidencial, Bolsonaro se estabilizou na casa dos 28% de intenções de voto.

O suficiente para leva-lo ao segundo turno em primeiro lugar.

Haddad continuou crescendo, mas não com um arranque suficiente para passar Bolsonaro. Está com 22% de intenção de votos, cresceu 3 pontos percentuais. Poderá crescer ainda mais um pouco. Mas não em saltos, como na pesquisa anterior.

Ciro não transferiu votos para Haddad, mas também não conquistou novos eleitores. Manteve os 11% de intenções de voto. Assim, o segundo turno dificilmente será diferente de Bolsonaro X Haddad.

Veja matéria completa AQUI