CURSO DE ECONOMIA SOLIDÁRIA EM CAMPINAS-SP,PREPARA MULHERES PARA DEIXAR O SISTEMA PRISIONAL

Postado por Valentin Ferreira

Cerca de 30 presidiárias de Campinas estão terminando este ano o curso “Mulheres na Economia Solidária”, que foi oferecido pelos pesquisadores do Centro de Tecnologia Renato Archer, autarquia federal vinculada ao Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação que funciona em Campinas.

Prisional Brasileiro. Ele nasceu como uma parte das atividades desenvolvidas pela equipe que investiga mais amplamente as políticas públicas disponíveis e possíveis para pessoas egressas do Sistema Prisional Brasileiro.

O curso é dado em 10 encontros no total, com temas que vão desde autogestão, cooperação em economia solidária, noções básicas de cadeia produtiva, formalização de uma cooperativa, legislação e finanças solidárias. Os pesquisadores esperam que as alunas concluam e recebam o certificado de conclusão dia 17 de dezembro, quando haverá uma confraternização.

A proposta do Centro Renato Archer deve ser oferecino no próximo ano, além da continuidade do acompanhamento das egressas do curso ao longo de 2019.

Angela Maria Alves (foto divulgação)O curso foi elaborado pelo Laboratório poli. TIC, que realiza pesquisas em políticas públicas em tecnologia da informação.

Ele foi idealizado e é supervisionado por Angela Maria Alves, servidora federal, engenheira atuante na área de software e pesquisadora na área de formulação de políticas públicas.

Segundo ela, esse trabalho é resultado da articulação e integração com diversos parceiros, entre eles, a equipe da Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares da Unicamp.

O curso vem ocorrendo desde o início de outubro de 2018 no Jardim Bassoli, na periferia da região noroeste de Campinas, possibilitado também pela equipe do Projeto Gente Nova – PROGEN, que é parceiro a iniciativa.

Fonte: Carta Campinas