“NINGUÉM PODE SER MADURO E EQUILIBRADO SE NÃO ADMINISTRAR SUA SOLIDÃO” diz Leandro Karnal

Postado por Valentin Ferreira

Ouvido  pela BBC Brasil, Karnal fala sobre a solidão, tema central do seu novo livro. Abaixo trecho da entrevista.

Karnal – A solidão é um fenômeno histórico.

Na verdade, o que muda é como cada momento se relaciona com ela. Já foi vista, no cristianismo primitivo e no medieval, como uma chance de salvação longe do mundo que era o mal.

Já foi defendida como parte da elaboração de filósofos ou de budistas, por exemplo. A partir do século 19, com a ascensão da família e outros valores, a solidão passa a ser vista como fonte de isolamento, demência e desequilíbrio.

O século 21 é o momento com maior horror à solidão e, paradoxalmente, o mais solitário da história.

BBC News Brasil – As redes sociais intensificam a solidão?

Karnal – Ela criam um opiáceo, um analgésico importante, pois oferecem alguma ideia de companhia sem dar, de fato, o gosto orgânico de uma amizade ou de um afeto sólido. Assim, elas atenuam uma luta genuína contra a solidão e permitem que o solitário viva em um mundo paralelo e falso.