A MORTE TOMOU-NOS MAIS UM ANO, MAS O TEMPO DA VIDA NOS DÁ MAIS OPORTUNIDADES.

Por Valentin Ferreira

A única certeza que há na vida é a morte.

A cada ano que passa damos mais alguns passos em sua direção. Não há como escapar. Ricos, pobres, pretos, brancos, todos, não escapamos desse final.

Dizemos: Cada ano passa mais rápido. Cada dia é um piscar de olhos. Cada hora nem se fala.

A Vida, segundo o se crê é eterna, porém o que há depois do último pulsar do coração é assunto para muitas vozes e nenhuma conclusão.

O que nos resta é tentar dar à Vida o melhor sentido enquanto respiramos o ar deste lado da eternidade. Os sonhos e objetivos se entrelaçam na rede das nossas relações e todos, sem exceção, almejam a felicidade, que seria a melhor forma de dar sentido à Vida que muda de cor e feitio conforme os dias se vão.

E essa tal felicidade “não é um estado emocional específico, é um modo de vida”.

Se a felicidade é um modo de vida, a gente não precisa esperar por ela. Ela está mais perto que imaginamos. Dentro de nós. A felicidade não se encontra, se constrói. Minuto a minuto, hora a hora, dia a dia, ano a ano.

Então por que esperamos tanto? É fácil responder. É que muitas vezes colocamos empecilhos e obstáculos à sua sublime presença em nós. Poder, riquezas, ganância, egoísmos e ausência de fraternidade acabam ocupando seu lugar e a sufocando, às vezes, até a morte.

Sempre há tempo. O horizonte de nossa estada neste mundo chega mais perto a cada pôr do sol. Também sinaliza que não há tempo a perder. A Viva bem vivida e feliz quer fazer parte de nós agora! Sofrer por valores inúteis não nos fará felizes. Desapego, simplicidade, modéstia, humildade, podem nos ajudar a sermos felizes. Ou mais felizes.

A morte tomou-nos mais um ano. Mais o tempo da Vida nos socorre com mais oportunidades e chances de experimentar o que ela nos oferece de mais importante: Sermos felizes cujo sentido inclui a felicidade do outro.

Seja Feliz em todos os momentos de 2019. E sempre!