EUA E A INTERFERÊNCIA EM ASSUNTOS INTERNOS DE OUTROS ESTADOS

Postado por Valentin Ferreira

Os EUA têm fama de ator internacional que sempre interfere nos assuntos internos de Estados, perseguindo seus próprios interesses e, desta vez, escolheram Venezuela como seu novo “alvo”, segundo opinam políticos em diferentes países.

Do Sputnik News

Melhor não se tornar “alvo” dos EUA

Mais cedo, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, advertiu para o que chama de uma flagrante ingerência nos assuntos internos da Venezuela. Na opinião dele, a interferência dos EUA na situação na Venezuela é evidente.

Em 23 de janeiro, o chefe da Assembleia Nacional da Venezuela e líder da oposição, Juan Guaidó, se declarou “presidente interino” do país durante um processo nas ruas de Caracas. O presidente legítimo do país, Nicolás Maduro, qualificou a declaração de Guaidó como uma tentativa de golpe de Estado.

Após o presidente americano, Donald Trump, reconhecer o oposicionista como presidente interino da Venezuela, Maduro responsabilizou os EUA de orquestrar essa manobra e e decidiu romper as relações diplomáticas e políticas com o país.