“COM VERGONHA NA CARA, TODOS OS PROCURADORES DA LAVA JATO PEDIRIAM PARA SAIR”, escreve Reinaldo Azevedo

Postado por Blog do Valentin

Por Reinaldo Azevedo/

Bem, meus caros, dizer o quê? A cada nova informação que vem a público sobre diálogos travados entre procuradores da Lava Jato — com a participação de Sergio Moro ou sobre ele —, defender os métodos da força-tarefa e do ex-juiz e suas relações com a política deixa de ser uma questão de avaliação, gosto ou rigor técnico. Trata-se de uma questão de caráter e, vai ficando claro, de condescender ou não com ações criminosas. Lembrando sempre que a tarefa dos procuradores e do então juiz era… combater o crime.

Reportagem publicada neste sábado pelo site “The Intercept Brasil” traz à luz diálogos verdadeiramente asquerosos dos membros da força-tarefa. Procuradoras e procuradores tinham clareza absoluta da atuação indevida de Moro; fazem considerações muito pouco lisonjeiras sobre ela; admitem por meio de palavras ou da anuência silenciosa “violação [por Moro] do sistema acusatório”, mas tomam a decisão — QUE TEM DE SER CHAMADA DE POLÍTICA — de endossar os desatinos do juiz.

Leia matéria completa   AQUI