EFICÁCIA DA CORONAVAC É MAIS QUE SUFICIENTE PARA DETER A TRAGÉDIA DA COVID

Imagem; Instituto Butantan

Por Fernando Brito

O resultado de 78% de eficácia total da vacina Coronavac e de 100% para evitar casos moderados e graves da doença é mais que suficiente para, com vacinação em massa, por fim à tragédia de mortes e internações hospitalares com a Covid 19.

Explica-se: raríssimas vacinas, sobretudo as menos perigosas e mais tradicionais, feitas, como a chinesa, com vírus atenuado (como a nossa conhecida anti-pólio), oferecem imunidade total neste grau ou superiores.

Para o bloqueio da transmissão, é mais que suficiente e tem capacidade de transformar o contágio pela doença em algo muito eventual e sem maiores consequências.

É uma bobagem querer comparar vacinas por uma comparação aritmética de sua taxa de eficácia total: a vacina contra a gripe, por exemplo, desempenha um papel importantíssimo na preservação da vida das pessoas de mais idade com meros 60% de eficácia.

A Folha explica em parte este número e a relutância dos chineses com os resultados brasileiros onde os voluntários foram 13 mil profissionais de saúde e trabalhadores hospitalares, todos expostos a alto risco, o que teria provocado taxas menores que as obtidas em ensaios na Turquia (91,25%) e na Indonésia, onde os testes usaram a população em geral como parâmetro.