RICOS, BREGAS E SEM EDUCAÇÃO

Ki-Suco ferveu na madrugada de sábado em um bairro nobre de São Paulo: Baixou polícia numa festa clandestina de riquinhos. E a balada foi num local onde, durante a semana, é escritório de advocacia, e nos fins de semana vira pista de dança.    Com a chegada dos policiais, uma mulher se exaltou e mandou os representantes da lei “tomar no c…” e ainda disse, várias vezes, pra Força Tarefa: “Vai pra Favela”.     A turma não foi. E acabou com o festerê que tinha ingressos a R$ 1.600 para homens e R$ 1.000 para mulheres. O embalo dos endinheirados era animado por… uma dupla sertaneja. Cerca de 500 pessoas estavam no local. Muitas sem máscara.    Pessoas que têm muito dinheiro, mas nada de educação. Nada de empatia. Nada de bom gosto.    Se bem que… gosto não se discute. Se lamenta!

Do Blog Bora Pensar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *