O CUSTO DE VIDA. QUE VIDA?

Demora. Mas, devagarzinho, o povo vai acordando: O Datafolha me informa que 69% dos brasileiros acreditam que a economia piorou nos últimos meses. Em 2019, primeiro ano do governo do sujeito, eram 19%.  E não precisa ter estudado em Harvard (aliás não precisa ter estudado em lugar nenhum…) pra perceber isso.    Qualquer dona de casa, qualquer assalariado, qualquer desempregado “sente no bolso”: Comida, combustíveis, gás, luz.. tudo com preço nas alturas.    

O resultado do levantamento é um espelho da administração neoliberal do “posto Ipiranga”. Ele vendeu para as elites essa promessa de “economia livre” e as elites convenceram o povão a votar no sujeito. Mas essa conta não é tão simples. Bota aí o “carisma” do Messias junto ao povaréu. Se apresentando como uma pessoa “simples” (“tsc…tsc…tsc…”), enganou metade do país. Ou um pouco mais, já que saiu vencedor da eleição…

A “livre iniciativa” do “posto Ipiranga” (que já não tem mais “combustível”…) é livre apenas pra quem tem dinheiro. De acordo com a pesquisa, quanto maior é a renda, menor é a percepção de que a economia piorou. Isso é óbvio.     A “casa caiu” pra 70%. São os que ganham até dois salários mínimos. Mas…para quem ganha acima de 10 SM, a coisa vai mal “apenas” para 62%.    Outro dado importante. Você entende, com essa pesquisa,  porque o governo não incentiva a educação, é contra povo que pensa, e tem ojeriza pelo método Paulo Freire: A situação vai mal para 64% das pessoas com ensino fundamental. Mas…pra 74% dos brasileiros com ensino superior, a economia degringolou.     O Datafolha ouviu 3.667 pessoas em 190 municípios 

Do Blog Bora Pensar 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *