GOVERNO BOLSONARO CORTOU 93% DA VERBA NA PESQUISA EM MUDANÇAS CLIMÁTICAS

Imagem: Reprodução Google

Por Leandro Prazeres em reportagem da BBC. /Via DCM

Governo de Bolsonaro cortou em 93% os gastos para estudos e projetos de mitigação e adaptação às mudanças climáticas nos três primeiros anos da sua gestão quando comparado com os três anos anteriores, diz Leandro Prazeres em reportagem da BBC.

O governo que não pesquisa sobre mudanças climáticas

Esses dados foram levantados pela BBC News Brasil por meio do Sistema Integrado de Orçamento do Governo Federal (Siop). Entre janeiro de 2016 e dezembro de 2018, os investimentos nessa área foram de R$ 31,1 milhões.

Na gestão Bolsonaro, porém, os gastos foram de apenas R$ 2,1 milhões.

Os ministérios do Meio Ambiente e da Ciência, Tecnologia e Inovações, e a Presidência da República não se pronunciaram sobre o assunto.

As mudanças climáticas são um conjunto de alterações no clima do planeta causadas pela ação humana. Entre os principais fatores está a emissão de gases causadores do efeito estufa como o gás carbônico e metano.

Estudos indicam que países altamente dependentes da exportação de commodities agrícolas como o Brasil estão particularmente vulneráveis ao fenômeno porque ele pode causar, por exemplo, alterações no regime de chuvas e ventos e resultar em eventos climáticos extremos como secas prolongadas, ondas de frio e de calor mais frequentes.