“A SOCIEDADE BUSCA NO CONSUMO UMA VÁLVULA DE ESCAPE PARA PREENCHER O VAZIO DE SENTIMENTOS”

AS FACES DA SOCIEDADE LÍQUIDA

Por Douglas Henrique Reginato

O conceito de liquidez trazido por Zygmunt Bauman (Escritor e Sociólogo Polonês) no início desse século não seria tão válido se não fosse tão real e totalmente aplicável à sociedade atual em suas inúmeras áreas. Como cita o autor “A passagem da fase “sólida” da modernidade para a “líquida” – ou seja, para uma condição em que as organizações sociais (estruturas que limitam as escolhas individuais, instituições que asseguram a repetição de rotinas, padrões de comportamento aceitável) não podem mais manter sua forma por muito tempo (nem se espera que o façam), pois se decompõem e se dissolvem mais rápido que o tempo que leva para moldá-las e, uma vez reorganizadas, para que se estabeleçam”.

É notável que o novo modelo de sociedade traga uma série de benefícios e ao mesmo tempo consequências irreparáveis. Os novos estilos de vida, tecnologias revolucionárias, relacionamentos humanos, competitividade selvagem e exposição diante de um mundo sem direção ou garantia gera um verdadeiro “Admirável Mundo Novo” onde a sociedade, o tempo e a vida são líquidos. A seguir são apresentados alguns comentários acerca das faces marcantes da sociedade atual:

Continue Lendo

POR QUE VIVEMOS NA SOCIEDADE DO CANSAÇO?

O filósofo sul-coreano Byung-chul Han

Por Cesar Gaglione /Nexo Jornal

Em 2013, uma pesquisa realizada pelo Ibope demonstrou que 98% dos brasileiros se sentem cansados mental e fisicamente. Os jovens de 20 a 29 anos representam a maior fatia dos exaustos.

A tendência aparece em outros lugares. De acordo com o Conselho Nacional de Segurança dos Estados Unidos de 2015, 43% dos trabalhadores do país dormem menos do que o período recomendado pela Fundação Nacional do Sono, ONG americana que promove a conscientização pública da importância do sono e dos distúrbios decorrentes da falta dele.

O filósofo sul-coreano Byung-chul Han se debruçou sobre o tema da exaustão e produziu o ensaio “Sociedade do cansaço”, publicado no Brasil em formato de livro pela editora Vozes. No texto, Han argumenta que cada época possui epidemias próprias, como as doenças bacteriológicas e virais que marcaram o século 20. Para ele, as patologias neurais definem o século 21 – e todas elas surgem a partir de um denominador comum: o excesso de positividade.

Continue Lendo

“CARPE DIEM”, O POEMA DE WALT WHITMAN QUE MOTIVA A LUTAR POR NOSSOS SONHOS

Walt Whitman – Foto Reprodução

Carpe Diem é uma frase em latim de um poema de Horácio, e é popularmente traduzida para colha o dia ou aproveite o momento. É também utilizada como uma expressão para solicitar que se evite gastar o tempo com coisas inúteis ou como uma justificativa para o prazer imediato, sem medo do futuro.

Vindo da decadência do império Romano o termo Carpe diem era dito para retratar o “cada um por si”, devido o império estar se desfazendo, naquele momento a visão de que cada dia poderia ser realmente o último era retratado pela frase que hoje é utilizada como uma coisa boa, porém sua origem vem do desespero da destruição de um grande império antigo.

No filme “A Sociedade dos Poetas Mortos”, o personagem de Robin Williams, Professor Keating, utiliza-a assim:

Continue Lendo

JOHN LENNON COMPLETARIA 80 ANOS NESTA SEXTA FEIRA

Desmascarar os que fomentam guerras – santas ou do grande capital internacional – é lutar para que o sonho de Lennon seja um dia realidade (Foto: Chico Vigilante)

Nesta sexta-feira, 9 de outubro, John Lennon, completaria 80 anos. Líder dos Beatles, banda que formou ao lado de Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr, Lennon compôs alguns dos maiores clássicos da música mundial, como Help, In my Life e Strawberry Fields Forever. Após o término da banda, Lennon também produziu clássicos, na Plastic Ono Band, ao lado de Yoko Ono, como Imagine, Jealous Guy e Mother, sobre sua relação conflituosa com os pais. Aos 40 anos, ele foi assassinado em Nova York, por um suposto fã, numa das maiores tragédias da história da música. Abaixo, um de seus clássicos:

Continue Lendo

A ARROGÂNCIA TE FORTALECE POR UM DIA, HUMILDADE PARA SEMPRE

Por Sara Espejo /Rincol de Tibet /Via Pensar Contemporâneo

A arrogância geralmente está ligada a pessoas de caráter forte, seguras de si mesmas, com controle cênico e bom manejo de situações. No entanto, por trás de toda pessoa arrogante, há uma falta de humildade, um grande complexo de inferioridade, que se traduz na necessidade de mostrar a si e aos outros que alguém é superior ao resto.

A humildade é uma das melhores condições do ser humano, por isso não demonstramos fraqueza, rendição ou submissão, simplesmente mostramos nossa natureza humana na expressão mais simples, através do reconhecimento de nossas limitações, de nossos erros, de oportunidades de crescimento e melhoria …

Continue Lendo