VÍDEO – SAIBA SE VOCÊ É DE DIREITA OU DE ESQUERDA COM ESTE ELUCIDADIVO TUTORIAL

Do Diário do Centro do Mundo

Vídeo que circula nas redes sociais, nesta sexta-feira (16), mostra um elucidativo tutorial de como descobrir se você é de esquerda ou direita.

Se você se ofendeu com a publicação ou com o vídeo abaixo: É de direita!

Continue Lendo

ARMAS NÃO!

Da Mídia Ninja

Uma pesquisa inédita, revelada na Revista Época, mostrou que 72% dos brasileiros são contra a flexibilização da compra e do uso de armas, objetivo central dos decretos editados por Jair Bolsonaro e parcialmente suspensos por decisão de Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), na segunda-feira 12 de abril.

Os números foram levantados pelo Inteligência em Pesquisa e Consultoria (Ipec), onde 86% se disseram contra a permissão de que cidadãos comuns possam circular com duas armas ao mesmo tempo. Há ainda 81% que desaprovam o aumento de quatro para seis no número de armas que se pode comprar. Outros 88% são contrários à elevação da quantidade de armas que podem ser obtidas por caçadores, colecionadores e atiradores.

Continue Lendo

CPI DA COVID: 6 PERGUNTAS QUE O GOVERNO BOLSONARO PRECISA RESPONDER SOBRE A PANDEMIA.

‘Interrupção do auxílio emergencial forçou as pessoas a irem buscar o que comer, a se
aglomerarem’, disse o senador Randolfe Rodrigues à BBC News Brasil

Da BBC Brasil

1. O governo federal foi omisso ou não na aquisição de vacinas?

2. Houve omissão do governo federal na crise de falta de oxigênio que levou Manaus a colapso?

3. O governo Bolsonaro colocou a população em risco ao estimular ‘tratamento precoce’ mesmo sem eficácia comprovada?

4. O presidente pode ser responsabilizado por estimular aglomerações e vetar trecho de lei que obrigava uso de máscaras?

5. Qual foi a influência da interrupção do auxílio emergencial na crise sanitária?

6. Governo federal pode responsabilizar Estados e municípios pela crise?

Leia matéria completa BBC Brasil

Continue Lendo

STF CONFIRMA ANULAÇÃO DAS CONDENAÇÕES DE LULA NA LAVA JATO

Por Deutsche Welle

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou nesta quinta-feira (15/04), por 8 votos a 3, a decisão do ministro Edson Fachin que anulou todas as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no âmbito da Operação Lava Jato em Curitiba.

Ao derrubar as sentenças, a decisão retira o ex-presidente do alcance da Lei da Ficha Limpa, devolvendo assim seu direito de disputar eleições.

Em 8 de março, Fachin concluiu que a 13ª Vara Federal de Curitiba, que esteve sob o comando do então juiz Sergio Moro durante a maior parte da Lava Jato, não era competente para analisar e julgar as quatro ações penais que corriam ali contra o petista: a do triplex do Guarujá, a do sítio em Atibaia, a compra de um terreno para o Instituto Lula e doações feitas para o instituto.

Continue Lendo