DONA SOLANGE ESTÁ DE VOLTA

Postado por Blog do Valentin

Solange Hernandes foi a censora mais temida da ditadura. Agora seus discípulos voltaram ao poder, e querem dar a última palavra na produção cultural brasileira

Dona Solange Não Morreu

Por Bernardo Mello Franco  / Via Era da Idiocracia

Solange Hernandes foi a censora mais temida da ditadura militar. Chefe da Divisão de Censura de Diversões Públicas, decidia o que podia e o que não podia ser exibido no teatro, no cinema e na televisão. A tesoura estatal podava toda obra que, aos olhos dela, atentasse contra a moral e os bons costumes. Críticas ao regime, nem pensar: eram cortadas na raiz.
Na Nova Era, o governo quer voltar a dar a última palavra na produção cultural. A censura, extinta pela Constituição de 1988, ressurge nas formas de veto ideológico e asfixia econômica.
Um dos primeiros atos do bolsonarismo foi a extinção do Ministério da Cultura. De lá para cá, acumulam-se tentativas de interferência nas artes.
Continue Lendo

VÍDEO: MICHAEL JACKSON HÁ 47 ANOS

Postado por Blog do Valentin

Do You Tube

Ben” é uma canção de autoria de Donald Black e Walter Scharf, gravada em 1972 pelo cantor americano Michael Jackson, então adolescente, para a gravadora Motown. O hit, composto originalmente para Donny Osmond, e oferecido a Jackson devido à indisponibilidade de Osmond, em turnê na época, passou uma semana no topo da Billboard Hot 100, principal parada pop americana.[2] O single também chegou à primeira posição na parada pop australiana, onde passou oito semanas.[2]

Tornou-se o primeiro de 12 sucessos de Jackson a atingirem o topo das paradas nos EUA, e foi seu primeiro a fazê-lo já como artista solo. (Wikipedia)

 

Continue Lendo

“PAI: NOS ENSINA ESSE JOGO DA VIDA”, Por Fábio Junior

Postado por Blog do Valentin

PAI

Pai, pode ser que daqui algum tempo
Haja tempo pra gente ser mais
Muito mais que dois grandes amigos
Pai e filho talvez
Pai, pode ser que daí você sinta
Qualquer coisa entre esses vinte ou trinta
Longos anos em busca de paz
Pai, pode crer eu ‘tô bem, eu vou indo
‘Tô tentando vivendo e pedindo
Com loucura pra você renascer
Pai, eu não faço questão de ser tudo
Eu só não quero e não vou ficar mudo
Pra falar de amor pra você
Pai, senta aqui que o jantar ‘tá mesa
Fala um pouco tua voz ‘tá tão presa
Nos ensina esse jogo da vida
Onde vida só paga pra ver
Pai, me perdoa essa insegurança
É que eu não sou mais aquela criança
Que um dia morrendo de medo
Nos teus braços você fez segredo
Nos teus passos você foi mais eu
Pai, eu
Composição de Fábio Junior
Continue Lendo