BARBOSA É O CANDIDATO DO PODER JUDICIÁRIO, por André Singer

Postado por Valentin Ferreira

DoTijolaço

Excelente o artigo, hoje, de André Singer, na Folha. Do ponto de vista do significado que transcende personagens, perfeito. Creio, apenas, que, na Inquisição brasileira, as vaidades ardem nos corpos, mais que nas fogueiras, dos nossos Savonarola.

Ideia fixa

André Singer, na Folha

No feriado de 15 de novembro de 2013, o então presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, mandou prender três figuras nacionais do PT: José Dirceu, José Genoíno e Delúbio Soares. Tratava-se de evidente jogada com fins políticos. 

“O fato de ser a data da comemoração da República completa o simbolismo ideal para um possível futuro candidato a chefe do Executivo”, escrevi nesta coluna no dia seguinte.

Passados quatro anos, na véspera do prazo se esgotar, o ex-ministro do STF filiou-se ao PSB (Partido Socialista Brasileiro), de modo a talvez cumprir o vaticínio e concorrer à Presidência da República. A escolha do PSB é ad hoc. Diversas legendas poderiam servir de veículo para o plano concebido no julgamento da Ação Penal 470.

Continue Lendo

O CHEIRO DE PIZZA SE ESPALHA PELO AR

Por Valentin Ferreira
Eduardo Anizelli/Folhapress
A segunda secretária da Câmara, deputada Mariana Carvalho, na presença do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, faz a leitura da denúncia feita pela PGR contra o presidente Michel Temer
Deputados Mariana Carvalho e Rodrigo Maia durante a leitura da denúncia feita pela PGR contra Temer
Em ambientes  políticos, negociações, acordos e a costura de estratégias de grupos de interesse são os ingredientes habituais.  A capital Federal é por excelência o maior centro político do país.
Entre todas a opções de acordos, têm aqueles que  convencionou-se  rotular de “pizza”, numa indicação nada promissora para os que, como nós, cidadãos comuns chega apenas o “cheiro” ou “mal cheiro” daquilo que está sendo preparado.
Abaixo a oportuna análise de André Singer(*) hoje na Folha
Continue Lendo