“OS SETE DE CHICAGO”: A FARSA DA FALSA JUSTIÇA

Créditos da foto: (Divulgação)

Filme documentário dramatizado, imperdível, é estréia internacional neste momento crucial das eleições nos EUA

Quem já era adulto em 1968 deve bem lembrar do julgamento indecoroso que um juiz parcial e submisso presidiu, em Chicago, condenando, de uma só vez, sete lideranças de diversos movimentos jovens, de protesto pacífico, que abalavam as ruas da cidade e do país, indignados sobretudo com os 125 mil soldados, jovens americanos entre 18 e 24 anos, convocados e que se encontravam no Vietnã para morrer.

O juiz Julius Hoffman passou à história como um magistrado incompetente, covarde e venal. Mas uma das grandes estrelas do julgamento, que durou 23 meses e abalou o país com repercussão no mundo inteiro, foi o então ex-procurador geral dos Estados Unidos, Ramsey Clark, democrata liberal hoje com 92 anos, que advoga no Texas. Na época, ele aceitou depor como testemunha da defesa e denunciou o presidente do país.

Continue Lendo