CHUVAS TORNAM-SE CADA VEZ MAIS VARIÁVEIS À MEDIDA QUE O CLIMA GLOBAL AQUECE

Seca no Brasil é a pior em mais de 90 anos e tendência de extremos deve se repetir (AFP)

Os modelos climáticos preveem que a variabilidade da precipitação nas regiões úmidas globalmente será bastante aumentada pelo aquecimento global, causando grandes oscilações entre as condições secas e úmidas, de acordo com um estudo conjunto do Instituto de Física Atmosférica (IAP) da Academia Chinesa de Ciências (CAS) e o Met Office, o serviço meteorológico nacional do Reino Unido. Este estudo foi publicado na Science Advances.

A chuva desempenha um papel importante em nossa vida diária. Leva mais a inundações e menos à seca. Décadas antes, percebeu-se que o aquecimento global leva ao aumento das chuvas, em média. Como esse aumento é distribuído no tempo é muito importante. Um aumento de 2-3% na precipitação anual, espalhando-se uniformemente ao longo do ano, não significa muito, mas se cair em uma semana ou um dia, causará estragos.

Continue Lendo

ALIMENTADO DIARIAMENTE, O EXTREMISMO DE DIREITA É VISTO COMO UMA “GRIPEZINHA”

Capitólio, sede do legislativo americano, com grades um dia após a invasão de apoiadores do presidente Trump

Por Marcelo Coelho

Uma grande falta de educação —evito sempre que posso— é a atitude do “eu não disse?”, do “eu não avisei?”. Tem muito a ver com a alegria diante da desgraça alheia. E, afinal de contas, é de esperar que a própria realidade tenha servido de lição para quem se recusou a seguir os meus conselhos.

Desconfio, entretanto, que daqui a alguns anos metade da espécie humana estará dizendo coisa parecida para a outra metade.

Aviso não tem faltado com relação a três coisas óbvias: o coronavírus, o aquecimento global e o fim da democracia.

No caso da pandemia, o fenômeno espanta, mas tem alguma explicação.

Continue Lendo

POR QUE VIREI NEGACIONISTA: A CULPA É DA CRASE

Ilustração: Débora Gonzales

Por Renato Terra

Não há crise do coronavírus. Fumar não faz mal pra saúde. O aquecimento global não é provocado pela humanidade.
Demorei a acreditar nessas verdades abafadas. O que mudou minha opinião foi a crase.

difícil fusão da preposição “a” com o artigo “a” prega peças. Aconteceu, comigo, diante de um nome próprio. Mas poderia acontecer a qualquer um.

Eu me referia à Juca. Era essa a frase. Que não tem crase.

Acossado pelo peso do terrível erro, tive uma epifania.

Não há coronavírus. Fumar não faz mal. O aquecimento global não é causado pela humanidade. Não existe crase.

Continue Lendo

O EFEITO ESTUFA E O CALOR

Imagem: Agência Brasil

Por Valentin Ferreira

Que calor insuportável !

Essa tem sido a frase comum nestes dias de inicio de primavera. A alta temperatura tem batido recordes. Ontem em Lins-SP, chegou aos 43,5%, recorde no estado.

Aquecimento global tem sido anunciado e denunciado em prosas e versos em encontros internacionais e tem produzido inúmeros “protocolos de intenção”. Só intenção!. Temos muitos governantes que pouco ou quase nada têm feito para reverter esse quadro caótico. Enquanto cidadãos não nos cabe omissão. Estamos sentindo na pele aquilo que ainda não tocou muitas consciências.

Recorro ao INPE: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, que num documento de simples leitura e entendimento, mostra um pouco o fundamento desse mal-estar com o calor e as mudanças climáticas que estão ocorrendo.

Continue Lendo

DEU RUIM NA HUMANIDADE

No sétimo capítulo do diário de bordo na Antártida, a jornalista observa uma colônia de animais humanos endinheirados em estado de total negação da realidade

Por Eliane Brum /El Pais ( A Bordo Do Navio Arctic Sunrise – 26 JAN 2020 – 12:37BRT )

Eu sei que a humanidade está num momento difícil. Você sabe que a humanidade está num momento difícil. Afinal, não teríamos Jair Bolsonaro e Donald Trump no poder, entre outros espécimes nocivos à sobrevivência da espécie, não estivesse a humanidade num momento muito confuso sobre suas prioridades. No sábado, 25 de janeiro, porém, eu tive certeza sobre o fim do mundo como o conhecemos. Nesta data, não observei pinguins nem baleias nem focas. A espécie sob minha observação era o homo sapiens em estado de absoluta negação.

Estávamos prontos para desembarcar do Arctic Sunrise e embarcar num bote que nos deixaria em Hannah Point. Era início da manhã e seguiríamos os cientistas de pinguins em sua pesquisa nesta nova ilha. E então Nacho, o argentino que é o segundo em comando no navio, informou que não seria possível. Teríamos que esperar até o início da tarde. Parem e tentem adivinhar o porquê.

Continue Lendo

A NATUREZA JÁ NÃO PODE MAIS SUSTENTAR OS HUMANOS

Postado por Blog do Valentin
Metade da população mundial sofrerá com a redução de benefícios naturais como a polinização e a limpeza da água nos próximos trinta anos

Por Miguel Angel Criado / El Pais

Em 30 anos, mais de metade da população mundial sofrerá as consequências de uma natureza gravemente ferida. Um amplo estudo modelou o que os diferentes ecossistemas e processos biológicos oferecem hoje aos seres humanos e o que poderão lhes dar em 2050. Por diversas causas, a maioria antropogênicas, processos naturais como a polinização dos cultivos e a renovação da água reduzirão sua contribuição ao bem-estar humano. A pior parte caberá a regiões que hoje têm um maior capital natural, como a África e boa parte da Ásia.

Continue Lendo