REPÓRTERES SEM FRONTEIRA DENUNCIA 580 ATAQUES DO CLÃ BOLSONARO A IMPRENSA EM 2020

‘Um ano sombrio para a liberdade de imprensa’, denuncia relatório da RSF,
segundo o qual 85% dos ataques vieram do presidente Bolsonaro e seus três filhos políticos (Andre Coelho/AFP)

Segundo o relatório da ONG francesa, foi um ano sombrio para o jornalismo no Brasil

A ONG francesa Repórteres sem Fronteiras (RSF) divulgou relatório no qual contabilizou 580 ataques à imprensa no Brasil em 2020, em sua maioria da família do presidente Jair Bolsonaro. O relatório, intitulado “Um ano sombrio para a liberdade de imprensa no Brasil”,destaca, ainda, que a tendência se mantém nas primeiras semanas deste ano, com declarações de Bolsonaro que responsabilizam os meios de comunicação pelo “pânico” e pela “perda de vidas durante a pandemia” do novo coronavírus.

“As condições de trabalho dos jornalistas se deterioraram consideravelmente [em 2020] por causa da constante pressão do presidente e de seus aliados”, destacou a ONG em seu último relatório trimestral.

Continue Lendo