“CAIXA PRETA” DO BNDES AMARELOU?

Gustavo Montezano foi escolhido para assumir a presidência do BNDES – Hoana Gonçalves – 22.mar.2019/ ME

Por Nicola Pamplona

Não há nada mais a esclarecer sobre caixa-preta, diz presidente do BNDES

O presidente do BNDES, Gustavo Montezano, afirmou nesta quarta (18) entender que o banco não tem, atualmente, nenhuma operação polêmica a esclarecer no processo de abertura da “caixa-preta” da instituição. Ele defendeu, porém, que trata-se de um processo contínuo, de cultura da instituição. 

A abertura da “caixa-preta” foi uma das missões conferidas pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a Montezano, que tomou posse no dia 16 de julho, em substituição a Joaquim Levy, primeiro nomeado pelo governo para comandar a instituição.

Continue Lendo

AS MENTIRAS QUE INVENTAM SOBRE OS EMPRÉSTIMOS EXTERNOS DO BNDES

Postado por Valentin Ferreira

Especialmente durante os períodos eleitorais, circulam pela internet uma coleção de cards para o Wattsapp ou posts do Facebook disseminando mentiras a respeito dos empréstimos do BNDES para outros países, insinuando que o banco estaria entregando dinheiro público (impostos pagos por todos nós) a governos de esquerda de outros países.

Trata-se, entretanto, de uma enorme bobagem, resultado da má-fé dos adversários políticos do PT que se aproveitam da complexidade do assunto para disseminar informações falsas que em última instância prejudicam o BNDES e o próprio Brasil. Vejamos porque:

Continue Lendo

BNDES AMPLIARÁ EM R$ 20 BILHÕES LINHA DE CRÉDITO PARA CAPITAL DE GIRO DE MPMEs

Postado por Valentin Ferreira / da ReutersResultado de imagem para bndes logo

BRASÍLIA (Reuters) – O governo anunciou nesta quarta-feira ampliação em 20 bilhões de reais de recursos do BNDES usados para financiamento de capital de giro de micro, pequenas e médias empresas, numa tentativa de fomentar a base da economia e geração de empregos.

O banco deve iniciar a partir da próxima segunda-feira a operação da linha BNDES Giro, que promete aprovar em segundos pedidos de crédito para capital de giro feitos a partir de aplicativo.

Continue Lendo

A MANIPULAÇÃO DAS ESTATÍSTICAS NO BRASIL, por Luis Nassif

Postado por Valentin Ferreira / do Jornal GGN: Luis Nassif

 

por: Luis Nassif

Nesses tempos de big data, de abundância de estatísticas, é chocante a pobreza da discussão econômica do país, especialmente em relação aos gastos públicos, despesas correntes, investimentos e financiamentos.

O jogo ideológico consagrou alguns economistas que se especializaram em contas públicas, Previdência, cálculos de subsídios. Todos eles, invariavelmente, analisam os dados a seco, sem nenhuma preocupação em estender as analises para as chamadas externalidades positivas ou negativas.

Vamos a alguns exemplos.

Continue Lendo

BRASIL SUPERA APENAS A VENEZUELA E MONGÓLIA EM RANKING DE COMPETITIVIDADE

Por: 

Fábrica em BrasíliaImagem :agencia Brasil

Ranking de competitividade avalia eficiência empresarial e infraestrutura.

O Brasil está próximo da lanterna da competitividade global, aponta um relatório divulgado nesta quarta-feira pelo instituto de pós-educação suíço IMD em parceria com a Fundação Dom Cabral.

Segundo o levantamento anual, apenas Venezuela e Mongólia estão em situação pior do que o Brasil. O país está na 61ª posição dentre as 63 economias avaliadas. De acordo com o diretor do estudo, o professor Arturo Bris, a má performance se deve à crise política no país.

Continue Lendo

AÇÃO CONTRA A JBS (FRIBOI) PODE SER A “OPERAÇÃO CARNE MOÍDA”

Por Fernando Brito / Tijolaço

O juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal de Brasilia  – aquele que o deputado Wadih Damous chamou de “juizeco” – deu ordens para sequestrar – digo, conduzir coercitivamentente, os dirigentes de frigorífico JBS (Friboi) por supostos favorecimentos em empréstimos do BNDES.

Inclusive Joesley Batista, um dos dois irmãos que proprietários da empresa.

Se forem fazer o que já ensaiam com o setor da construção pesada, vai ter muito político sendo colocado na máquina de moer carne, porque a JBS é outra que espalha fartos financiamentos de campanha.

O Lulinha, filho do ex-presidente, não é sócio da Friboi, como espalharam durante anos os alucinados das redes, mas que a empresa tem muitos filhotes na política, é fora de dúvida.

Essa turma está fazendo um novo “modernismo”. Pelo menos ensaia os seus manifestos antropofágicos. E autofágicos.

Continue Lendo