“ACHO QUE FUI GRAVADO PELO JOESLEY”

Por Valentin Ferreira /Fotomontagem

No caldeirão político de  Brasília aumenta a fervura.

Por Valentin Ferreira 

Personagens importantes  acredita terem sido gravados por Joesley Batista, o poderoso ricaço que se utilizou do modus operandi  a Juruna para registar conversas. Mário Juruna, foi  deputado federal (1983/87) único indígena eleito até hoje no Brasil, que se utilizava de um gravador para registrar “tudo que o branco dizia”

Continue Lendo

A MAIOR AMEAÇA AO PRESENTE E AO FUTURO DO BRASIL ESTÁ EM BRASÍLIA.

postado por Valentin Ferreira / da Folha de S.Paulo/ Jânio de Freitas
                                                                                          Leonardo Benassatto/Reuters
A demonstrator reacts as he follows on screen, a vote on sending corruption charges against President Michel Temer to the Supreme Court for trial in Sao Paulo, Brazil, August 2, 2017. REUTERS/Leonardo Benassatto ORG XMIT: SAO118
Manifestante reage ao resultado da votação na Câmara, na av. Paulista, em São Paulo
 Por Jânio de Freitas, na Folha

Nada mais do que um dia comum. No país todo. O dia, no entanto, em que um portador das condições simultâneas de presidente e de acusado de corrupção deveria saber a resposta da Câmara dos Deputados à população que, tão perto da unanimidade, deseja vê-lo excluído do poder. E, por consequência, entregue às investigações da polícia e ao arbítrio da Justiça. Um dia comum só possível onde o povo, ainda que sabendo o que quer, desiste do país.

A correção do procedimento na Câmara foi contestada pela oposição ao acusado Michel Temer. Mas aí está uma recusa ao empenho da Câmara, pela quase totalidade dos seus partidos, de ampliar a sua coerência interna. Método incorreto para um acusado idem. E por isso mesmo posto no lugar da antecessora correta.

Continue Lendo