MICRO E PEQUENAS EMPRESAS GERARAM MAIS DE 73 MIL EMPREGOS EM OUTUBRO

Por Agencia Brasil

Em outubro, as micro e pequenas empresas do país abriram mais de 73 mil novos postos de trabalho, melhor resultado para o mês nos últimos cinco anos, segundo levantamento feito pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia.

De acordo com o Sebrae, os pequenos negócios foram o único segmento a gerar novos empregos com carteira assinada em outubro. As médias e grandes corporações (MGE), por sua vez, tiveram saldo negativo de 2.119 empregos. Na administração pública o saldo também foi negativo, com a dispensa de 427 trabalhadores.

Continue Lendo

A MORTE DO MINISTÉRIO DO TRABALHO E A VOLTA AOS ANOS 30

Postado por Valentin Ferreira

Na República Velha, onde “a questão social era um caso de polícia” – frase que se atribui ao Presidente Washington Luís (1926-1930) – eles não existiam. O povo não existia, aliás.

Com a revolução de 30, nasceram. O Ministério da Educação e da Saúde, dia 14 de novembro, e o do Trabalho, dia 26 do mesmo mês.

Como estamos voltando àqueles tempos, embora triste, é natural que comecem a morrer.

Primeiro, o Trabalho, que já vinha num processo de esvaziamento há anos e se enfraqueceu muito quando perdeu o controle da Previdência Social, agora mais ligada aos cofres da Fazenda que à proteção do trabalhador.

Continue Lendo

LAVA JATO DESEMPREGOU 50 MIL ENGENHEIROS, DENUNCIA PRESIDENTE DA FISENGE

Postado por Valentin Ferreira

Do Blog do Esmael 

O presidente da Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge), Clovis Nascimento, em artigo especial, denuncia que 50 mil engenheiros perderam o emprego este ano como reflexo da operação lava jato. Ele conclama os profissionais das engenharias para a mudança de rumo no país em 2018. “Um outro Brasil é possível”, escreve.

Um outro Brasil é possível

Clovis Nascimento*

2017 foi um ano marcado por retrocessos, mas também por resistências. Apesar do golpe ao mandato da presidenta Dilma Rousseff, milhares de brasileiros e brasileiras se manifestaram ao longo do ano em defesa dos direitos. O Brasil vive uma crise política sem precedentes na História, fato que aprofunda a recessão na economia. E esse cenário é desastroso para a engenharia nacional, uma vez que as políticas implementadas favorecem o capital estrangeiro. Os efeitos da operação Lava Jato contabilizam mais de 50 mil de engenheiros desempregados, de acordo com o Caged. Antes do golpe presidencial, entre 2005 e 2014, a engenharia viveu seu auge, apontando crescimento de 72,8% na evolução do estoque de empregos, segundo os dados compilados pelo Dieese, da RAIS/Ministério do Trabalho.

Continue Lendo

AGOSTO REGISTRA 35,45 MIL NOVAS VAGAS DE TRABALHO FORMAL NO PAÍS

Postado por Valentin Ferreira / da Agencia Brasil :EBC

Imagem relacionada

Luciano Nascimento – Repórter da Agência Brasil

Em agosto, o número de novas vagas de trabalho com carteira assinada somou 35.457, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado hoje (22) pelo Ministério do Trabalho e Emprego. Segundo o Caged, agosto foi o quinto mês seguido com mais vagas de trabalho formal abertas do que fechadas no país.

Continue Lendo