AS CRIANÇAS SEGUEM NOSSO EXEMPLO, NÃO NOSSOS CONSELHOS

Do Pensar Contemporâneo

O papel dos pais é um dos mais complicados que podem ser desempenhados ao longo da vida, uma vez que ter um filho implica, entre outras coisas, extrema felicidade e um esforço constante pela sua educação e crescimento como pessoa. Como pai ou mãe, sua figura provavelmente será o maior ponto de referência de seu filho.

Na verdade, você perceberá que, à medida que seu filho crescer, ele tentará imitar seus comportamentos e poderá até estar ciente de seus modelos que você não sabia que tinha e nos quais, de repente, você se vê refletido. Ser pai significa ser um exemplo para que os filhos tenham consciência suficiente para moldar seus próprios modelos de vida.

Continue Lendo

NENHUMA HERANÇA É TÃO RICA QUANTO A HONESTIDADE

Postado por Blog do Valentin

“Honestidade é um presente muito caro. Não espere isso de pessoas baratas.” (W. Buffett.)

Por Alessandra Piassarollo / Caminhos

Parece-me que a honestidade anda em falta. Mas antes que os ânimos se exaltem, ressalto: não teremos conteúdo político por aqui. Vamos apenas falar deste bem preciso que tem sumido das nossas “prateleiras”.

Quando eu era criança, meus pais me ensinaram inúmeras formas de praticar a honestidade. Ensinaram que não era correto mentir e que a verdade tinha um valor inestimável; só nos era permitido mexer em nossos próprios pertences e nada de revirar os pertences dos outros; os objetos perdidos precisavam ser devolvidos ao dono, ainda que ficássemos tentados a recitar o famoso: “Achado não é roubado, quem perdeu foi relaxado”. Fomos instruídos e incentivados a manter uma postura correta diante da sociedade. Não tínhamos dinheiro, mas as lições de como se comportar eram oferecidas com fartura – e certa severidade, mas foram decisivas e inesquecíveis, posso garantir.

Continue Lendo

NÃO SE VENDER TAMBÉM TEM SEU PREÇO

Por Marcel Camargo

Não se vender também tem seu preço

Há um alto preço a ser pago pela autenticidade, por amar sem medo, por se dizer o que se pensa, por ser quem você é de fato, por viver as próprias verdades. Mas é somente assim que nos fortalecemos junto a quem nos ama pelo que somos.

Talvez seja parte da natureza humana a necessidade de obter controle sobre o mundo à nossa volta, sobre as pessoas com quem convivemos, numa vã tentativa de equilibrar o tanto de incertezas que nos rodeiam, uma vez que, na verdade, não conseguimos controlar muita coisa. E é assim que muitos de nós acabamos extrapolando os limites do outro, querendo que ele aja, pense e fale exatamente o que quisermos. E haverá um preço para tudo nesta vida, que jamais deixará de nos trazer a fatura das consequências.

Continue Lendo