“BRASIL ENCARCERA PESSOAS COMO ANIMAIS SELVAGENS” DIZ ESPECIALISTA

Por: DW Brasil

Brasilien Manaus Gefängnis Anisio Jobim (Getty Images/M. Tama)

Especialista alemão defende aumento das penas alternativas e afirma que viés punitivo do Judiciário brasileiro acaba fortalecendo a subcultura criminosa nas prisões, num sistema que se retroalimenta.

O especialista alemão em assuntos carcerários Jörg Stippel afirma que o sistema judicial e carcerário brasileiro é muito mais punitivo do que o da Alemanha, e que tal política acaba tendo um efeito de retroalimentação, aumentando a criminalidade e a possibilidade de massacres como o que ocorreram em prisões da região Norte do Brasil, que deixaram mais de 90 mortos.

“[No Brasil] tudo parece desenhado para isolar as pessoas como se elas fossem animais selvagens”, afirma, em entrevista à DW. Ele também critica a privatização de prisões e afirma que a opinião pública precisa ser convencida de que o “populismo punitivo” não é eficiente no combate à criminalidade.

Continue Lendo