NO ECLIPSE DO BRASIL, SUPREMO, CENTRÃO, GENERAIS, PASTORES E RURALISTAS DOMINAM A CENA

O obscurantismo é, por enquanto, o movimento social mais forte

Por Vinicius Torres Freire / Folha

Nada de relevante vai acontecer na economia até que saibamos do ritmo da despiora. Pouco vamos saber da despiora até que se conheça o efeito do fim dos auxílios e socorros, mais de meio trilhão de reais, a partir de setembro e olhe lá.

Em si mesmas, uma despiora lentíssima ou uma recaída não provocam efeito político imediato, se algum. Por exemplo, Jair Bolsonaro se cansar de Paulo Guedes ou sua popularidade baixar aos 10%.

Não há oposição do establishment a Guedes. É improvável que militares ou pastores digam outra coisa no ouvido do seu capitão, os donos do dinheiro grosso muito menos, mesmo que o ministro dê mais foras. 

Continue Lendo

GENERAIS AMARRAM A VAQUINHA PARA O “CENTRÃO” MAMAR

Por Fernando Brito

A capa do Estadão, hoje, é o retrato da politicagem a que se entregaram os generais palacianos que usurpam o comando das Forças Armadas das suas estruturas oficiais.

E não só os generais – ainda da ativa – Luiz Eduardo Ramos e Walter Braga Netto, aos quais cabe tomar conta do balcão onde o governo é entregue aos apetites do Centrão. O nanogeneral Augusto Heleno, por seu turno, cuida das falanges de extrema-direita, os aglomerados de fanáticos em peio aos quais coxeia sua decrepitude.

Na ditadura militar havia a Arena, o partido pró-generais. Agora, há os generais pró-Centrão.

Continue Lendo

CENTRÃO DE TEMER E CUNHA, AGORA COM ALCKMIN, CONTINUA O DONO DA BOLA

Postado por Valentin Ferreira

Por Ricardo Kotscho /em seu Blog

O correntista suíço Eduardo Cunha, criador do consórcio do Centrão, está preso em Curitiba.

Michel Temer, o beneficiário, continua confinado no Palácio do Planalto, só esperando o fim do mandato, cercado por denúncias de corrupção contra ele e seus ministros.

Os dois se juntaram ao PSDB em 2016 para derrubar o governo do PT e implantar o projeto dos tucanos derrotados em 2014.

E agora estão novamente unidos com o Centrão, o dono da bola, o melhor retrato do Brasil de 2018, sob o comando de Valdemar da Costa Neto, do PR, aquele mesmo, o Golbery dos novos tempos.

Dono das bancadas BBB (do boi, da bíblia e da bola), o Centrão já mamava nos governos do PSDB e do PT, e se aboletou no de Temer, como quem faz baldeação no terminal de ônibus.

Continue Lendo