FIM DA CORRUPÇÃO EXIGE “ESFORÇO E CIVISMO” QUE A CLASSE DOMINANTE É INCAPAZ DE FAZER

Por Jânio de Freitas

Se é para mudar

Na Folha, via GGN
Atribuir à reforma do sistema político a maneira de acabar com a alta corrupção é vender ou comprar ilusão. Mudar as regras da política é uma necessidade, mas por outro motivo: porque essas regras são ruins. Não proporcionam representatividade ao eleitorado de mais de 100 milhões de votantes, fazem o Congresso e os partidos ter um custo alucinante e, sem obrigação alguma dos congressistas, tornarem-se mais perniciosas do que úteis ao país.
Continue Lendo