“A MERITOCRIA É UMA ILUSÃO”, DIZ EX-EMPREGADA DOMÉSTICA QUE SE TORNOU JUÍZA

Foto: Divulgação

Do Brasil 247

Antônia Marina Faleiros é uma das poucas mulheres autodeclaradas negras que compõem o quadro de juízes no Brasil. Conheça sua história.

No Brasil, há pessoas que morrem sem nunca terem tido um registro de nascimento. Antônia Marina Faleiros, 57 anos, escapou de ser uma delas, mas vê exemplos todos os dias. Conviveu com essa realidade quando trabalhava em um canavial, aos 12 anos, em Minas Gerais, e também ao se tornar juíza em comarcas do interior da Bahia, aos 40.

“Como juíza, reconheci um misto de miséria e exclusão que eu já tinha vivido. Algumas pessoas passam toda uma vida sem acesso à educação e saúde, muitas delas nunca tiveram um documento para reafirmar sua existência. Não julgo papel, eu julgo gente como eu”, relata.

Continue Lendo

COMO O JUDICIÁRIO TORNOU-SE INSTRUMENTO DE INSEGURANÇA JURÍDICA

Postado por Valentin FerreiraA ministra Carmen Lúcia no CNJElza Fiuza/ Agência Brasil/Fotos Públicas

Por Roberto Amaral — Carta Capital
Qual a segurança de que ainda pode dispor o homem comum do povo se a Justiça só tem olhos para ver os interesses dos donos do poder?

Até quando o corporativismo e o omisso Conselho Nacional de Justiça assistirão, impávidos embora comprometidos, a auto-degradação do Poder Judiciário, atingido em todas as suas instâncias, do piso à alta Corte?

Essa degradação é grave, pois ameaça a ordem constitucional-democrática e ameaça a prestação jurisdicional da Justiça, de que dependem os mais fracos, os mais pobres.

Continue Lendo

CRÔNICA DE UM PAÍS DOMINADO PELO CRIME, Por Luís Nassif

Postado por Valentin Ferreira

Por  / do GGN

O que se tem, nesse exato momento, é um vácuo político amplo no cenário brasileiro.

A grande lambança do impeachment esgotou os templários, que guerrearam na linha de frente. A terra começa a se assentar. E, agora, em cima da terra arrasada, observa-se um saque indiscriminado, com os órgãos de controle inertes, sem condições políticas e institucionais de agirem.

Os principais personagens do impeachment estão no seguinte estágio:

STF

Continue Lendo

O HOMEM QUE FOI PRESO PORQUE ROUBOU UM SALAME

Por Valentin Ferreira / no Justificando: Carta Capital
O homem que foi preso porque roubou um salame
Foto: Reprodução 

Trata-se de Habeas Corpus impetrado devido a condenação em primeira instância a 3 anos e 6 meses em regime fechado, e, já em segunda instância, a diminuição da pena para 2 anos e 4 meses em regime inicial semiaberto. Ora, mas por qual razão? Em virtude do furto de uma peça de salame de R$ 18,11.

Continue Lendo

CNJ AUTORIZA USO DE WHATSAPP PARA INTIMAÇÕES JUDICIAIS

Por Valentin Ferreira / Via Justificando,CC
CNJ autoriza uso do WhatsApp para intimações judiciais                                                                                                             Foto: Reprodução 

CNJ autoriza uso do WhatsApp para intimações judiciais

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou a utilização do aplicativo para intimações judiciais. A decisão foi tomada por unanimidade durante o julgamento que contestava a decisão da corregedoria do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO), que proibiu a utilização do aplicativo no juizado Civil e Criminal da Comarca de Piracanjuba (GO).

Continue Lendo