RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

Problemas, problemas e mais problemas, quem não tem muitos ou pelo menos alguns?

Por Maria Luiza Rodrigues

A humanidade lutou contra muitas adversidades para chegar até este presente momento e ainda continua com imensas batalhas, tentando compreender o mundo que nos cerca a fim de que possamos viver melhor. A existência humana é repleta de desafios e, por vencermos uma série deles, ainda estamos habitando o nosso planeta. Vencer esses desafios significa solucionar problemas. Então, eles fazem parte natural de nossa existência humana e resolvê-los é crucial.

Em alguns momentos da vida, tudo parece uma grande confusão, estamos cansados, tristes e deixamos os problemas acumularem-se por não sabermos o que fazer, por onde começar.

Continue Lendo

A METÁFORA DA LARANJA: O QUE SAI DE VOCÊ QUANDO A VIDA TE APERTA?

Dizem que, nos piores e melhores momentos, costumamos mostrar o que temos dentro de nós. Raiva, medo, ingenuidade, amor. O que sairia de você se fosse espremido com força, como se estivessem fazendo um suco de laranja?

Se alguém te provocasse ou incomodasse ou, metaforicamente, apertasse você, o que sairia do seu interior? Raiva? Alegria? Fúria? A metáfora da laranja, criada pelo psicólogo, professor e escritor Wayne Dyer, nos ajuda a entender por que é tão importante saber o que temos dentro de nós.

Continue Lendo

SEJA INADEQUADO, PORQUE NÃO SE ADEQUAR A UMA SOCIEDADE DOENTE É UMA VIRTUDE

Por Erick Morais

A vida contemporânea cheia de regras e adestramento fez com que houvesse uma padronização completa das pessoas, de tal maneira que todos se comportam do mesmo modo, falam das mesmas coisas, se vestem mais ou menos do mesmo jeito, possuem as mesmas ambições, compartilham dos mesmos sonhos, etc. Ou seja, as particularidades, as idiossincrasias, aquilo que os indivíduos possuem de único, inexistem diante de um mundo tão pragmático e controlado.

Continue Lendo

É HORA DE RECALIBRAR NOSSO CÉREBRO, APÓS UM ANO DIFÍCIL.

Da BBC Brasil

Covid-19: 6 maneiras de recalibrar nossos cérebros após um ano duro com a pandemia

Não há dúvida de que 2020 foi difícil para todos e trágico para muitos. Mas agora as vacinas contra a covid-19 estão finalmente sendo distribuídas em alguns países — dando a tão necessária esperança de um retorno à normalidade e um feliz 2021.

No entanto, meses de ansiedade, tristeza e solidão podem facilmente criar uma espiral de negatividade da qual é difícil sair. Isso ocorre porque o estresse crônico muda o cérebro. E às vezes, quando estamos para baixo, não temos interesse em fazer as coisas que poderiam realmente nos fazer sentir melhor.

Para desfrutar de nossas vidas em 2021, precisamos deixar hábitos destrutivos e recuperar nossos níveis de energia. Em alguns casos, isso pode significar inicialmente se obrigar a fazer as coisas que gradualmente o farão se sentir melhor. Se você estiver experimentando sintomas mais graves, no entanto, deve falar com um profissional sobre terapia ou medicação.

A seguir, veja seis maneiras baseadas em evidências científicas para mudar nossos cérebros para melhor.

Continue Lendo

MUDE!

“Mude, porque a direção é mais importante que a velocidade”

Por Clarice Lispector

MUDE,

Mas comece devagar,
Porque a direção é mais importante
Que a velocidade.


Sente-se em outra cadeira,
Do outro lado da mesa.
Mais tarde, mude de mesa.
Quando sair,


Procure andar pelo outro lado da rua.
Depois mude de caminho.
Ande por outras ruas,
Calmamente,
Observando com atenção
Os lugares por onde
Você passa.

Continue Lendo

NÃO SE MATE EM VIDA, A MORTE JÁ É CERTA

Por Ana Santana / Pensar Contemporâneo

Conversando com uma amiga, em uma dessas conversas loucas, mas que fazem todo o sentido, falávamos de como a vida é curta para deixarmos de falar o que sentimos, guardar mágoas, prendermo-nos a pessoas que em nada nos acrescentam e, o que norteia o meu texto de hoje, falávamos em como a vida é curta demais para a gente viver em prol do trabalho, estudo, dinheiro (…)

Sim, é obvio que todos nós temos objetivos de vida. Uns querem comprar aquele carro tão sonhado, outros a casa própria, muitos sonham em ter o seu diploma de nível superior, tantos outros querem trocar a tevê, o som, a moto, o celular (…). São muitos os objetivos a serem alcançados a curto e longo prazo. Somos humanos, é normal e necessário (talvez) que tenhamos alguma conquista material em vista. Mas eu não concordo com a forma como muitas pessoas andam fazendo.

Continue Lendo