23 DE ABRIL: DIA MUNDIAL DO LIVRO

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) escolheu a data do Dia Mundial do Livro em 1995, em Paris, durante o XXVIII Congresso Geral. Uma tradição catalã ligada aos livros já existia no dia 23 de abril, e parece ter influenciado a escolha da Unesco. Na tradição catalã, no dia de São Jorge (23 de abril), é costume dar uma rosa para quem comprar um livro. Trocar flores por livros já se tornou tradição em outros países também.

O dia 23 de abril foi escolhido por ser, coincidentemente, a data da morte de três grandes escritores da história: William Shakespeare, Miguel de Cervantes e Inca Garcilaso de la Vega.

23 de abril é também a data de nascimento ou morte de outros autores famosos, como Maurice Druon, Haldor K.Laxness, Vladimir Nabokov, Josep Pla e Manuel Mejía Vallejo.

Por Claudio Gobnzales

Continue Lendo

POR QUE TANTOS JOVENS CONCLUEM ESTUDOS SEM DESENVOLVER VERDADEIRO ESPÍRITO CRÍTICO

Custou muito caro para Sócrates fazer certas pessoas pensarem – GETTY IMAGES

Por Francisco Esteban Barra – The Conversation* – BBC Brasil

A história conta que Sócrates era conhecido entre seus concidadãos como “a mosca de Atenas”. Diz-se também que ficou encantado com o apelido porque o descrevia muito bem: sua missão era provocar as pessoas por meio de perguntas e explicações que incomodavam e, sobretudo, faziam despertar.

Custou muito caro ao grande filósofo grego fazer pensarem certas pessoas que, na verdade, preferiam continuar dormindo. E decidiram que essa “mosca” que não parava quieta deveria tomar cicuta.

Continue Lendo

OS ENTENDIDOS QUE NÃO ENTEDEM

A enologia é uma fraude?

Por Helio Schwartsman

Li no imperdível Marcos Nogueira a história dos “wall-streeters” que pediram um Château Mouton-Rotschild de R$ 11,2 mil num restaurante de Nova York, foram servidos com um vinho ordinário de R$ 100 e nem perceberam.

É que os garçons se atrapalharam com os decantadores. O casal da mesa próxima que pedira vinho da casa e acabou agraciado com a garrafa de colecionador também não percebeu. Escândalo?

O problema, como sempre, são os nossos cérebros. Quando eles não têm informações suficientes para emitir um juízo, catam qualquer pista que esteja à mão, seja ela relevante ou não, e proferem seu parecer como uma conclusão irrefutável.

Continue Lendo

COMUNISMO CHICLETE

Para muitos, sem dúvida, o comunismo talvez seja um chiclete alucinógeno feito em Cuba ou Coreia de Norte (Unsplash/Thought Catalog)

Temo que a escalada da ignorância ostentação – que tantas vítimas já vez – seja irreversível

Por Ricardo Soares* / Dom Total

Quando eu era menino – e olha que já faz tempo – deitava num chão daqueles de ladrilhos vermelhos quebradinhos, típico dos anos 70, e, com uma parreira de uvas sobre minha cabeça, tentava vislumbrar entre as folhas o distante ano 2000, quando eu seria um “idoso” de 40 anos. Não sei bem porque me fixei na idade emblemática dos 40 e nem no ano 2000. Mas era isso que pensava, sem sequer imaginar que, 20 anos após o encontro que eu queria marcar comigo mesmo no ano 2000, o Brasil se converteria numa distopia apocalíptica em 2020.

Continue Lendo

DOS VINTE LIVROS MAIS VENDIDOS NO BRASIL, SETE SÃO DE PESSOAS NEGRAS. Por Denise Pires

Michelle Obama, Sílvio Almeida e Maya Angelou (Reprodução: Casa Um)

Por Denise Pires /DCM

O levantamento feito pela Revista Veja dos livros mais vendidos no país é considerado um dos mais confiáveis e completos. Publicada quinzenalmente, a lista reune dados de uma centena de livrarias físicas e online e tem mostrado a cada edição, o avanço de autores e autoras negras, em especial na categoria de Não-Ficção.
O atual período levantado que muda no próximo dia 15 de julho, os títulos  “Pequeno Manual Antirracista”, “Quem tem Medo do Feminismo Negro” (ambos Companhia das Letras) e  “Lugar de Fala” (Pólen Livros), de Djamila Ribeiro ,“Racismo Estrutural”(Pólen Livros), de Sílvio Ameida, “Minha História”, (Objetiva) de Michelle Obama, “Mulheres, Raça e Classe” (Boitempo), de Angela Davis e  “Eu sei Porque o Pássaro Canta na Gaiola” (Astral Cultural), de Maya Angelou, ocupam respectivamente o 1º, 15º, 17º, 4º, 7º, 14º e 19º lugar na lista.
Continue Lendo