23% DOS ALIMENTOS TÊM VOLUME DE AGROTÓXICOS ACIMA DO LIMITE PERMITIDO

Oito a cada dez pimentões vendidos em mercados e feiras tinham agrotóxico proibido ou acima do permitido (Droberson/Pixabay)

Saiba quais são os alimentos com mais agrotóxicos proibidos ou acima do volume permitido e aqueles que oferecem risco imediato à saúde do consumidor. Cálculo de intoxicação da Anvisa ignora crianças com menos de 10 anos

Por Pedro Grigori, Bruno Fonseca
Agência Pública

A Anvisa usou tom otimista na publicação do relatório do Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos com resultados de testes feitos em frutas e legumes entre 2017 e 2018. Mas o documento não colocou de forma clara informações de alto interesse público que foram destaque na divulgação de relatórios anteriores. Por exemplo, quais são os alimentos em que mais foram detectados agrotóxicos em doses problemáticas? A reportagem analisou os dados brutos do relatório em busca dessa e de outras respostas. 

Continue Lendo

GOVERNO FEDERAL LIBERA MAIS 42 AGROTÓXICOS: AGORA SÃO 239 VENENOS EM APENAS SEIS MESES

Postado por Blog do Valentin

A sanha do Ministério da Agricultura, para envenenar cada vez mais a mesa dos brasileiros, continua. Foi um tal de bater recorde nestes seis meses de governo Bolsonaro… Em janeiro, assim que ele assumiu a presidência, foram liberados 28 agrotóxicos. Em 47 dias de gestão, eram 54 no total. Em abril, mais um recorde: 31 novos venenos. Em maio, o Ministério manteve a quantidade e chegamos a 197 venenos, sendo 28 com registros concedidos em 2018, mas só formalizados em janeiro deste ano, por isso figuram da lista de 2019.

E hoje, 24 de junho, o Diário Oficial da União publicou a liberação de mais 42 agrotóxicos, resultando me mais um recorde: 239 novos pesticidas prontos ou que resultarão em novos produtos no mercado brasileiro, em quase seis meses. O Robotox, da Agência Pública, estava atento e registrou a façanha (abaixo) e ainda comentou que, no Brasil, agora, são 2305 agrotóxicos comercializados no Brasil.

Continue Lendo

PROJETO DE LEI DO VENENO

CHARGE/Gilmar Machado  –

A votação na comissão especial da Câmara dos Deputados do projeto que modifica o sistema de registro, controle e uso de agrotóxicos e insumos agrícolas similares no país e simplifica a autorização para produção e comércio de pesticidas, o que na prática revoga a atual lei de agrotóxicos, foi mais uma vez adiada por obstrução de partidos contrários ao projeto.

A exemplo de outras sessões, a reunião de hoje (16) foi muito tumultuada e marcada pela presença de ativistas de proteção do meio ambiente e representantes dos produtores rurais. Em meio ao debate de mais de três horas entre parlamentares que representam o setor produtivo e os que integram a frente ambientalista, foram trocadas ofensas e xingamentos.

O projeto em discussão, relatado pelo deputado Luiz Nishimori (PR-PR), muda a denominação de agrotóxicos para “produto fitossanitário” ou “produto de controle ambiental”, e prevê que a legislação não se baseie mais na noção de “perigo” do pesticida, mas que se faça uma avaliação de risco à saúde humana a partir da dosagem de substância tóxica contida no produto. O registro dos agrotóxicos ficaria, assim, vedado somente para produtos que apresentarem risco considerado “inaceitável” para a saúde humana e … Continue Lendo