O CANAL EM QUE AVÔS E AVÒS ITALIANOS ENSINAM SUAS RECEITAS

GIUSEPPA PORCU FOI UMA DAS APRESENTADORAS DO CANAL ‘PASTA GRANNIES’

Diferentemente da gastronomia francesa, que traz consigo um conjunto de regras muito estrito e preciso, a culinária italiana dá uma maior liberdade para experimentações e variações, mesmo tendo receitas e bases consagradas e tradicionais.

Essa liberdade é o que move o canal de YouTube Pasta Grannies (algo como “vovós da massa”, em inglês). Nele, idosos de diversas partes da Itália ensinam receitas tradicionais do país, com destaque para as particularidades que suas famílias adicionaram à preparação dos pratos.

Continue Lendo

PAPA DIZ QUE PRAZER CULINÁRIO, E SEXUAL, É “SIMPLESMENTE DIVINO”

PAPA FRANCISCO. FOTO: VICENZO PINTO/AFP

O Papa Francisco chamou o prazer culinário e sexual de “simplesmente divino”, em um livro de entrevistas publicado nesta quarta-feira 09 na Itália.

“A Igreja condenou os prazeres desumanos, grosseiros, vulgares, mas por outro lado sempre aceitou os prazeres humanos, sóbrios, morais”, afirmou o papa argentino quando questionado por Carlo Petrini, escritor e gourmet italiano.

“O prazer vem diretamente de Deus, não é católico, nem cristão, nem nada parecido, é simplesmente divino”, enfatiza o pontífice.

“O prazer de comer serve para manter uma boa saúde, da mesma forma que o prazer sexual serve para embelezar o amor e garantir a continuidade da espécie”, disse Francisco.

Continue Lendo

OS SABORES E SABERES DAS MULHERES DA AMÉRICA LATINA, EM UMA SÉRIE DE TV

Nova temporada de ‘Street Food’, sobre a comida de rua no Brasil, Argentina, e Bolívia, México, Colômbia e Peru, no Netflix

Por Almudena Barragán

A maioria dos grandes chefs da América Latina é de homens. Sua culinária de altíssimo nível é a embaixadora da gastronomia de seus países, e muitos deles recorrem a novas técnicas e sabores que misturam à tradição para se destacar. Essa tradição é a mesma que se mantém viva em quiosques e mercados, que alimenta cidades inteiras que vivem com pressa, onde o que as pessoas querem é comer rápido, gostoso e por pouco dinheiro. Se algo têm em comum as ruas do México, Argentina, Brasil, Bolívia, Colômbia e Peru são suas barraquinhas de comida, normalmente atendidas por uma mulher.

Continue Lendo

A ORIGEM DA FEIJOADA E A RELEITURA BRASILEIRA

Postado por Valentin Ferreira

Por Murilo Gagliardi./ Carta Campinas

Se você achava que a Feijoada era uma criação dos escravos, na senzala, lá nos tempos coloniais, e que era feita com os restos descartados do porco (pés, orelhas e rabo) pela casa-grande, está na hora de você mudar seus conceitos… Antigamente não havia esse paradigma de que essas partes do porco eram “restos”. Elas eram consideradas nobres, até mesmo a cabeça, focinho, língua, que hoje muitos desprezam. Os portugueses trouxeram ao Brasil, durante a colonização, receitas que tinham como matéria-prima justamente essas partes do porco.

Continue Lendo