NÃO SÓ OMO LAVA MAIS BRANCO

O que repugno no discurso de Fernández é essa empáfia de achar que descender de europeu é prova de requinte humano. Na foto, o primeiro ministro espanhol, Pedro Sánchez, e o presidente argentino, Alberto Fernández. (Casa Rosada)

Por Frei Betto

Também o diversionismo ideológico. Alberto Fernández, presidente da Argentina, declarou em diálogo com Pedro Sánchez, premiê da Espanha: “os mexicanos saíram dos índios; os brasileiros saíram da selva; mas nós, argentinos, chegamos dos barcos – barcos que vinham da Europa”.

Há brasileiros que se sentiram ofendidos. Não é o meu caso. Fernández tem razão, viemos da selva e da senzala. Foi o que constatou o Projeto Genoma 2000 ao pesquisar o DNA predominante dos brasileiros. Sinto-me honrado ao saber que descendo de duas etnias oprimidas por nossos colonizadores. E altamente civilizadas.

Continue Lendo

EM BUSCA DE RESPOSTAS

O filme: Raimund Gregorius, um professor suíço, salva uma mulher portuguesa que se preparava para pular de uma ponte em Berna, na Suíça. Repentinamente, a mulher desaparece, deixando seu casaco para trás. No bolso de sua roupa esquecida, ele encontra um livro de um autor português, Amadeu do Prado, e um bilhete de trem para Lisboa com data desse mesmo dia. Ele resolve, então, sair de sua rotina e embarca em uma emocionante aventura, que o levará a uma jornada ao seu próprio coração. (Wikipédia)

Continue Lendo

23 DE ABRIL: DIA MUNDIAL DO LIVRO

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) escolheu a data do Dia Mundial do Livro em 1995, em Paris, durante o XXVIII Congresso Geral. Uma tradição catalã ligada aos livros já existia no dia 23 de abril, e parece ter influenciado a escolha da Unesco. Na tradição catalã, no dia de São Jorge (23 de abril), é costume dar uma rosa para quem comprar um livro. Trocar flores por livros já se tornou tradição em outros países também.

O dia 23 de abril foi escolhido por ser, coincidentemente, a data da morte de três grandes escritores da história: William Shakespeare, Miguel de Cervantes e Inca Garcilaso de la Vega.

23 de abril é também a data de nascimento ou morte de outros autores famosos, como Maurice Druon, Haldor K.Laxness, Vladimir Nabokov, Josep Pla e Manuel Mejía Vallejo.

Por Claudio Gobnzales

Continue Lendo