DEPUTADOS PAULISTAS QUE LIVRARAM TEMER DA DENÚNCIA

Por Valentin Ferreira

Resultado de imagem para imagem do plenario da camara dos deputados ontemImagem /EBC

Dentre os Deputados Federais por São Paulo, os mais conhecidos dos eleitores paulistas, 14 deles, deram voto favorável ao presidente Michel Temer.(abaixo). Se pelos menos dez deles tivessem mudado seu voto o resultado seria 243 a 241,placar  que levaria denúncia a ser apurada pela Câmara.

O resultado de 251 a 233 favorável a Temer sepultou pela segunda vez denúncia  feita pela Procuradoria Geral da República-PRG

Deputados Federais por São Paulo que votaram para livrar Temer do processo:

  • BALEIA ROSSI – PMDB
  • BETO MANSUR – PRB
  • CELSO RUSSOMANNO – PRB
  • ELI CORREA FILHO – DEM
  • GILBERTO NASCIMENTO – PSC
  • JORGE TADEU MADALEN – DEM
  • MARCELO AGUIAR – DEM
  • MIGUEL LOMBARDI – PR
  • MISSIONÁRIO JORGE OLÍMPIO – DEM
  • NELSON MARQUESELLI – PTB
  • PAULO MALUF – PP
  • PAULO PEREIRA DA SILVA – PAULINHO DA FORÇA –SD
  • PASTOR MARCO FELICIANO – PSC
  • RICARDO IZAR – PP

Com informações do UOL Notícias

Continue Lendo

COMO VOTARAM OS DEPUTADOS POR SÃO PAULO SOBRE A DENÚNCIA CONTRA TEMER.

por Valentin Ferreira

Resultado de imagem para imagem da votação denuncia                                                                                                                            Imagem : El Pais

Cada Estado tem seus deputados na Câmara Federal. Por São Paulo, são 67 deputados Federais eleitos para cumprirem mandato de 2015 a 2018.

Os que votaram NÃO, livraram Temer das investigações, o consequentemente, quem votou SIM, apoiavam as investigações através do STF.

Veja como votou o Deputado em quem você pode ter votado em 2014.

  • Alex Manente (PPS) – NÃO
  • Alexandre Leite (DEM) – ABSTENÇÃO
  • Ana Perugini (PT) – NÃO
  • Andres Sanchez (PT) – NÃO
  • Antonio Bulhões (PRB) – SIM
  • Antonio Carlos Mendes Thame (PV) – NÃO (votou antes)
  • Arlindo Chinaglia (PT) – NÃO
  • Arnaldo Faria de Sá (PTB) – NÃO
  • Baleia Rossi (PMDB) – SIM
  • Beto Mansur (PRB) – SIM
  • Bruna Furlan (PSDB) – SIM
  • Capitão Augusto (PR) – NÃO
  • Carlos Sampaio (PSDB) – NÃO
  • Carlos Zarattini (PT) – NÃO
  • Celso Russomanno (PRB) – SIM
  • Dr. Sinval Malheiros (PTN) – SIM
  • Eduardo Bolsonaro (PSC) – NÃO
  • Eduardo Cury (PSDB) – NÃO
  • Eli Corrêa Filho (DEM) – SIM
  • Evandro Gussi (PV) – SIM
  • Fausto Pinato (PP) – SIM
  • Flavinho (PSB) – NÃO
  • Gilberto Nascimento (PSC) – AUSENTE
  • Goulart (PSD) – SIM
  • Guilherme Mussi (PP) – SIM
  • Herculano Passos (PSD) – SIM
  • Ivan
Continue Lendo

O “BBB” DA CÂMARA DOS DEPUTADOS

Por Valentin Ferreira

Qualquer adjetivo depreciativo, incluindo os mais robustos, não daria a qualificação adequada ao descaramento da maioria dos Deputados que votaram favoravelmente a Temer no dia ontem

A mentira e o cinismo ficavam estampados na cara de pau de muitos parlamentares na justificativa de voto.

OJornalista  Luiz Carlos Azenha  do Viomundo, (texto abaixo), retrata como  Temer conseguiu se safar da denúncia e nas rachaduras provocadas pela votação de ontem ,  aposta  pesado no chamado bloco  BBB da Câmara. Grupos  representantes de setores de interesses, chamados do “Boi, da Bíblia e da Bala”.

Confira a matéria

Continue Lendo

QUEM PERDE E QUEM GANHA COM O RESULTADO DA VOTAÇÃO DENÚNCIA-TEMER.

Postado por Valentin Ferreira/ do Conexão Jornalismo /Fábio Lau

Por Fábio Lau

A vitória de Temer na Câmara dos Deputados, que rejeitou, por 263 votos a 227, a denúncia do PGR que pretendia oferecer seu cadáver ao STF, provoca um saldo político que não pode ser desprezado. Flagrado em gravação conversando em termos nada republicamos com um dos principais empresários do país, Joesley Batista, quando negociava propina a ser entregue a Eduardo Cunha, na prisão, Temer, embora com uma votação menor do que a imaginada – acima de 300 votos – mostrou que tem força e fôlego político para permanecer no cargo usurpado até o ano que vem.

Mas entre mortos e feridos nem todos se salvaram. Alguns com a pele menos chamuscada e outros com um tiro devastador no peito. 

Continue Lendo

A MAIOR AMEAÇA AO PRESENTE E AO FUTURO DO BRASIL ESTÁ EM BRASÍLIA.

postado por Valentin Ferreira / da Folha de S.Paulo/ Jânio de Freitas
                                                                                          Leonardo Benassatto/Reuters
A demonstrator reacts as he follows on screen, a vote on sending corruption charges against President Michel Temer to the Supreme Court for trial in Sao Paulo, Brazil, August 2, 2017. REUTERS/Leonardo Benassatto ORG XMIT: SAO118
Manifestante reage ao resultado da votação na Câmara, na av. Paulista, em São Paulo
 Por Jânio de Freitas, na Folha

Nada mais do que um dia comum. No país todo. O dia, no entanto, em que um portador das condições simultâneas de presidente e de acusado de corrupção deveria saber a resposta da Câmara dos Deputados à população que, tão perto da unanimidade, deseja vê-lo excluído do poder. E, por consequência, entregue às investigações da polícia e ao arbítrio da Justiça. Um dia comum só possível onde o povo, ainda que sabendo o que quer, desiste do país.

A correção do procedimento na Câmara foi contestada pela oposição ao acusado Michel Temer. Mas aí está uma recusa ao empenho da Câmara, pela quase totalidade dos seus partidos, de ampliar a sua coerência interna. Método incorreto para um acusado idem. E por isso mesmo posto no lugar da antecessora correta.

Continue Lendo

PATRICIA PILLAR: POVO BRASILEIRO ESTÁ SENDO CONIVENTE COM BANDITISMO

Por Valentin Ferreira / do Brasil 247

247 – A atriz Patrícia Pillar fez uma dura crítica à situação do País e à própria população brasileira nesta quarta-feira, 2, dia histórico em que a Câmara dos Deputados vota o prosseguimento ou não da denúncia de corrupção passiva contra Michel Temer.

“É com muita tristeza que digo que o povo brasileiro, em sua grande maioria, está sendo conivente com o estado de banditismo em que vivemos”, disse Pillar em sua página no Twitter.

Crítica da atriz ocorre também no mesmo dia em que Michel Temer, sem pudor nenhum, mandou o ministro Antônio Imbassahy à Câmara para negociar compra de votos de deputados em pleno plenário da Casa (leia mais).

O Congresso à venda foi retratado também pelo chargista Angeli.

Fonte: www.brasil247.com.br

 

Continue Lendo