COMO A ARTE AJUDA A SUPERAR OS EFEITOS EMOCIONAIS DA PANDEMIA

Por IHU-Unisinos

“O que acontecerá com a saúde mental após o confinamento? Precisaremos também de uma “vacina” para ativar nossas defesas mentais. A arte oferece um mecanismo psicológico de prevenção similar a ela”, escreve José TBoyano, professor associado de psicologia e orientador educacional da Universidade de Málaga, em artigo publicado por Público, 15-12-2020. A tradução é do Cepat.

Eis o artigo.

Durante a infância, o sistema imunológico precisa se expor a agentes patógenos para se fortalecer. No plano psicológico, ocorre algo similar. O isolamento social impede colocar em prática habilidades essenciais para o desenvolvimento infantil.

Continue Lendo

DEPRESSÃO E ANSIEDADE DEIXARÃO SEQUELAS MAIS DURADOURAS DO QUE O CORONAVÍRUS. Por Drauzio Varella

Publicada neste domingo, 21 de junho de 2020 – Líbero/Folhapress

Dificuldade de lidar com a solidão é um enorme desafio nestes dias de distanciamento social

Depressão é transtorno traiçoeiro que transforma a vida num fardo difícil de suportar.

Mesmo antes do coronavírus, já era considerada “o mal do século”. Segundo a Organização Mundial da Saúde, a partir desta década, será a principal causa de absenteísmo, isto é, faltas no trabalho. Já o é, entre os que trabalham no mercado financeiro de São Paulo.

Parece paradoxal, porque a partir da Segunda Guerra centenas de milhões de pessoas tiveram acesso a alimentos de qualidade, serviços de saúde e níveis de conforto com os quais nossos antepassados não ousavam sonhar.

Continue Lendo

PARA 78%, TRABALHO OU FALTA DELE, SÃO RESPONSÁVEIS POR DOENÇA E SOFRIMENTO

Postado por Blog do Valentin
Pesquisa aponta problemas como estresse e ansiedade diante de pressões e mudanças no mercado

Por Emilio Sant’Anna

A relação, que nunca foi fácil, por um tempo parecia andar bem. Havia opções. Os anos passaram, a crise chegou e se estabeleceu e os problemas se tornaram maiores e cada vez mais claros.

Dentro ou fora do mercado formal, os impactos da relação com o trabalho na saúde mental do brasileiro se deterioram, e em todos os níveis de ocupação, de acordo com mais de 800 entrevistados, entre junho e julho, por uma pesquisa ainda inédita.

Continue Lendo

“A DEPRESSÃO É UM EXCESSO DE PASSADO, E A ANSIEDADE, UM EXCESSO DE FUTURO”

Postado por Blog do Valentin
Vislumbrar os compromissos no horizonte como ameaças reais pode nos transformar em pessoas solitárias que renunciam a muitas das coisas boas da vida

Por Rita Abundancia / El Pais

Um amigo liga para o outro e anuncia que dentro de dois meses passará por sua cidade e que gostaria de vê-lo, talvez lhe pergunte inclusive sobre a possibilidade de se hospedar na sua casa durante o fim de semana e fazerem planos juntos.

Partindo da ideia de que ambos se dão muito bem, o normal é que o segundo se alegre com a notícia; mas a reação é muito diferente se a pessoa sofrer de teleofobia, ou seja, a sensação de medo ou temor perante planos definidos. Então sua mente começará a se sentir incomodada com esta obrigação que aparece em um deserto de encontros e compromissos, e pensará em tudo o que poderia fazer (na verdade nada de concreto) se esse inconveniente não tivesse surgido em seu horizonte. Anteverá todo tipo de problemas relacionados com seu amigo e sua estadia.

Continue Lendo

MULHERES SOBRECARREGADAS E HOMENS DESEMPREGADOS. A NOVA REALIDADE DE MUITAS FAMÍLIAS BRASILEIRAS

Postado por Blog do Valentin

De pé no meio da cozinha, Alessandra aperta os olhos para enxergar as letras pequenas. Ela segura o papel com as duas mãos e treme um pouco.

“Insônia, cefaleia, ideias suicidas…Nossa, você toma algo para ansiedade e pode ter ideias suicidas!”, ri, meio sem jeito.

Caixas com tarjas vermelhas e pretas estão enfileiradas sobre o micro-ondas. É dentro de uma delas que Alessandra guarda a bula.

“Mas você sabe, esse é o melhor ansiolítico que existe!”

Apesar dos efeitos colaterais, são os remédios que ajudam Alessandra, 45, a dormir, acordar e respirar durante crises de asma, bronquite e síndrome do pânico. Essas doenças apareceram há alguns anos, quando sua vida começou a mudar.

Continue Lendo