A “SURPRESA” DE PAZUELLO COM O REPIQUE DA COVID EM 2021

Por Raquel Torres / Imagem Benett

QUEM PODERIA IMAGINAR?

O Ministério da Saúde pediu a liberação de créditos extraordinários, que não entram no teto de gastos, para lidar com a pandemia. Precisar de dinheiro, precisa. Mas tem um problema: a Constituição só permite esse tipo de recurso em casos urgentes e imprevisíveis, enquanto os previsíveis devem estar no orçamento. Então a pasta alegou em seu pedido (obtido pela Folha) que o avanço da covid-19 no país este ano era “incerto” até o fim do ano passado. A visão foi sustentada por dois argumentos: o de que havia “perspectiva de imunização” da população e o de que o número de mortes estava caindo.

Continue Lendo

40% DO PANTANAL MATO-GROSSENSE FOI ATINGIDO POR QUEIMADAS EM 2020

Queimadas no Pantanal (Foto: Sílvio de Andrade)

Um estudo realizado pela ONG ICV (Instituto Centro de Vida) constata que, entre 1 de janeiro de 2020 e 16 de novembro, 30% do Pantanal foi atingido por queimadas. Somente no Pantanal mato-grossense, esse número chega a 40%.

Segundo o estudo, 2.1 milhões de hectares do bioma foram atingidos por queimadas neste ano. Levando em consideração as áreas da Amazônia e do Cerrado no estado, o total queimado chega a 8.5 milhões de hectares.

Um outro ponto levantado é o fato de a maioria das queimadas terem sido registradas em propriedades particulares, cadastradas no CAR (Cadastro Ambiental Rural). Nestas propriedades, 3.96 milhões de hectares foram queimados. (Brasil 247)

Continue Lendo

GOVERNO BRASILEIRO A TODA VELOCIDADE EM BUSCA DA VACINA

Reprodução Google Imagens

 (Reuters) – Da Arábia Saudita à Costa Rica, doses de vacinas contra Covid-19 estão sendo aplicadas mundo afora no combate à pandemia, enquanto no Brasil disputas políticas e falta de planejamento têm contribuído para atrasar o início de uma campanha de imunização contra uma doença que já deixou mais de 190 mil mortos no país.

Apesar de o Ministério da Saúde ter antecipado de março para o fim de janeiro o início previsto da vacinação no país –após ser pressionado pelo anúncio do governo de São Paulo de que começaria a imunização no Estado em 25 de janeiro–, o Brasil não tem, até o momento, sequer pedido de nenhum laboratório para uso emergencial de vacina junto à Anvisa.

Continue Lendo