REUTERS: ESPECIAL-DESEMPREGO TEM NOS JOVENS MAIORES VÍTIMAS E ARRUÍNA SONHO DE GANHOS COM EDUCAÇÃO

Por Valentin Ferreira / da Reuters Brasil

 Pessoas olham anúncios de emprego em rua no centro de São Paulo, Brasil 29/06/2017Paulo Whitaker

SÃO PAULO (Reuters) – A enfermeira Ana Carolina, 26 anos, conseguiu um feito sem precedentes na família, foi a primeira a cursar uma faculdade. Hoje, no entanto, engrossa a fileira de jovens que enfrentam a radical inversão do mercado de trabalho: cresceram numa economia de pleno emprego, mas passaram a conviver com o desemprego recorde.

“Eu achava que não iria demorar muito para conseguir um emprego. Me formei em junho de 2014 e imaginei que até dezembro daquele ano estaria empregada, mas o máximo que consegui foi participar de uma dinâmica”, diz Ana Carolina Gomes da Silva.

Continue Lendo

REFORMA TRABALHISTA VAI PIORAR A ECONOMIA E VIDA DAS PESSOAS, diz Professor da Unicamp

Por Valentin Ferreira / Da RBAEspanha segue registrando altas taxas de desemprego, mesmo após reforma trabalhista como a brasileira.Pesquisador afirma que flexibilização da legislação não vai criar novas vagas, mas apenas precarizar empregos.
Espanha segue registrando altas taxas de desemprego, mesmo após reforma trabalhista como a brasileira. (Arquivo/ Avib)

Para o professor José Dari Krein, do Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), as alterações sancionadas pelo presidente Michel Temer na legislação trabalhista representam um “desmonte dos direitos historicamente adquiridos”, piora a condição de vida das pessoas e afeta, inclusive, o crescimento da economia, comprometendo o futuro da Nação.

Continue Lendo

INADIMPLÊNCIA: BRASILEIRO DEVE TRÊS VEZES O SALÁRIO

Por Valentin  Ferreira / Do domtotal.com.brNa média, cada brasileiro inadimplente tem três dívidas acumuladas, que somam R$ 8.370.
Um quarto dos endividados pertence à classe alta e 40% têm ensino superior, sendo que 10% são pós-graduados.

Soraia Aparecida dos Santos se endividou para fazer faculdade; Fábio Chagas para ajudar um amigo; e Roberto Iglesias para montar um negócio. Os três pegaram crédito por motivos diferentes, mas hoje vivem o drama de milhares de brasileiros que não conseguem pagar as contas em dia. Com renda em queda e desemprego, as dívidas logo saem do controle. Uma pesquisa da empresa de recuperação de crédito Recovery, feita pelo Data Popular, mostra que hoje o brasileiro inadimplente deve, em média, três vezes o que ganha e, em alguns casos, acumula até 20 dívidas diferentes.

Continue Lendo

OS ROBÔS ACABARÃO COM OS EMPREGOS?

Por Valentin Ferreira /Via Dom TotalA produtividade dos robôs tem crescido muito desde então.Uma ideia que se espalha como fogo nos últimos tempos é que dentro de poucos anos os robôs irão acabar com uma grande proporção de empregos.

“É certo que a automação e os robôs eliminarão muitas tarefas e postos de trabalhos. Mas só causarão quedas no número total de postos de trabalho se – e apenas se – não diminuir a jornada de trabalho, e também se forem mantidas as políticas econômicas atuais, orientadas para a produção artificial da escassez, pois dessa forma os salários são reduzidos e a taxa de lucro das grandes empresas e dos bancos, aumentada”, afirma Juan Torres López, economista espanhol, membro do Conselho Científico de Attac España y catedrático de Economia aplicada na Universidade de Sevilla.

Segundo ele, “o paradoxo está nas políticas atuais (que diminuem o poder de compra de cada vez mais grupos sociais) que são um dos principais freios da automação e da robótica generalizadas. A possibilidade técnica de usar muitos robôs não é uma temática economicamente decisiva, mas que haja pessoas com renda suficiente para adquirir o que for produzido. O futuro não está ameaçado por robôs, mas por 24,2% de jovens espanhóis de 20

Continue Lendo

REBAIXAR O CURRÍCULO: A “TÁTICA” PARA CONSEGUIR EMPREGO NA CRISE

Por: 

Bárbara LourençoFoto Leo Orestes

Demitida em 2016, Bárbara Lourenço passou a omitir dados no currículo após saber que ‘tinha qualificações demais para a vaga em um momento de crise’

Após conseguir emprego como analista de processos operacionais em uma firma de tecnologia da informação, Bárbara Lourenço passou por uma situação inusitada.

Ao conhecer seus superiores diretos, que não tinham participado da seleção, falou sobre suas qualificações – e muitos ficaram surpresos.

“Minha gerente brincou dizendo que eu tinha mais cursos extras do que ela, a coordenadora e a supervisora juntas”, lembra a matemática de 28 anos.

Continue Lendo

COM MAIS PROCURA E SEM VAGAS, DESEMPREGO MANTÉM NÍVEL RECORDE

Por: Rede Brasil Atual

desemprego.jpg

Total de ocupados, estimado em 89,238 milhões, caiu 0,7% ante janeiro, com menos 615 mil pessoas
País tem 14 milhões de desempregados, 2,6 milhões a mais do que há um ano. Nesse período, são menos 1,4 milhão de ocupados, com redução de 1,2 milhão de vagas com carteira

A taxa de desemprego ficou em 13,6% no trimestre encerrado em abril, segundo o IBGE, um ponto acima de janeiro. A estimativa é de 14,048 milhões de desempregados no país, 1,127 milhão a mais em apenas um trimestre (crescimento de 8,7%) e 2,636 milhões a mais em um ano (23,1%) – em abril do ano passado, a taxa estava em 11,2%. Os dados divulgados hoje (31) mostram maior procura por um posto de trabalho, em um mercado que não abre vagas.

Continue Lendo