CONTAGEM REGRESSIVA PARA O FIM DA AMAZÔNIA

Amazoniza-te’, uma campanha dos povos indígenas em defesa da mata

Por André Martins*

O agronegócio e o garimpo são hoje os dois maiores inimigos da Amazônia, sendo os principais responsáveis pelo desmatamento da floresta. O primeiro é responsável pela perda de 90% da vegetação natural do Brasil e o segundo tem criado uma indústria que além de desmatar, trazendo doenças para os povos indígenas, planeja, com a ajuda do governo, explorar mais de 200 mil hectares de reservas naturais e indígenas em busca de minério.

Todas essas questões foram levantadas e debatidas em evento realizado pelo Instituto Humanitas Unisinos – IHU, o qual contou com a participação do padre Dario Bossi e da profa. dra. Nurit Bensusan, que ministraram a palestra intitulada “Amazônia. A devastação da floresta pelo agronegócio e a mineração”.

Continue Lendo

“GRILEIRO NÃO FAZ HOME OFFICE”. DESMATAMENTO NA AMAZÔNIA CRESCE 63,7% EM ABRIL

Desmatamento na Amazônia. Foto: Arquivo/Agência Brasil

Por Lu Sodré

Os alertas de desmatamento na floresta amazônica, monitorados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), cresceram 63,75% em abril, se comparado ao mesmo mês de 2019. Segundo o sistema Deter, foram emitidos alertas para 405,6 km² este ano, enquanto no ano passado, no mesmo período, foram 247,7 km².

Continue Lendo

NÃO É SÓ PORQUE A AMAZÔNIA É NOSSA QUE DEVEMOS ACABAR COM ELA, DIZ PECUARISTA

Postado por Blog do Valentin

Crítico de Bolsonaro, pecuarista do Pará defende produção rural em áreas já abertas e combate ao desmatamento

MANAUS/ Por Folha de S.Paulo

O pecuarista Mauro Lúcio Costa, 54, herdou a profissão do pai e do avô e não dispensa o chapéu, o fivelão e a bota mesmo na cidade.

Mas o estereótipo de fazendeiro termina na vestimenta: contrário ao desmatamento, Costa defende o aumento da produção apenas nas áreas já abertas, elogia ONGs ambientalistas, critica o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e defende a autodeterminação dos povos indígenas.

Mineiro de origem, ele está radicado há décadas em Paragominas (PA), município que se tornou referência na busca pela conciliação entre produção e respeito à legislação ambiental.

Continue Lendo

SER TÃO VELHO CERRADO: Documentário

Postado por Blog do Valentin

Mais do que promover a reflexão, o cinema também tem como missão propiciar a mobilização social ao abordar temas pertinentes, trazendo para o centro da roda uma discussão necessária e que merece muita atenção.

Os moradores da Chapada dos Veadeiros, preocupados com o fim do Cerrado em Goiás, procuram novas formas de desenvolver a região sem agredir o meio ambiente em que vivem. O desafio, agora, é conciliar os interesses relacionados ao manejo da Área de Proteção Ambiental do Pouso Alto. Para isso, a comunidade científica, grandes proprietários de terra e defensores do meio ambiente iniciam um diálogo delicado, mas necessário.

Exibição Disponível no YouTube e Netflix

Fontes: Adorocinema e YouTube

 

 

 

Continue Lendo