FAZENDEIROS JOGAM AGROTÓXICOS SOBRE A AMAZÔNIA PARA ACELERAR DESMATAMENTO

O Ibama flagrou nos últimos 10 anos cerca de 30 mil hectares de vegetação nativa envenenados por pulverização aérea; agrotóxicos despejados de avião são usados em lavouras de soja, como a da imagem acima. (Foto ilustrativa: Pixabay)

Por Reporter Brasil

Soja e pecuária foram responsáveis pelo despejo de agrotóxicos com uso de avião sobre floresta amazônica e outros biomas em área do tamanho de 30 mil campos de futebol

Para acelerar o desmatamento de grandes áreas e abrir espaço para a soja e o gado, fazendeiros estão jogando grandes quantidades de agrotóxicos de avião sobre a floresta Amazônica e outros biomas. Levantamento inédito feito pela Repórter Brasil e Agência Pública revela que, nos últimos 10 anos, cerca de 30 mil hectares de vegetação nativa foram literalmente envenenados. A área corresponde a 30 mil campos de futebol. 

Continue Lendo

CASO DE POLÍCIA NA FLORESTA

Imagem: Valéria Possos

Por HENRI ACSELRAD* / A terra é Redonda

O governo Bolsonaro mostra sua rejeição à causa do meio ambiente e sua adesão sistemática ao encobrimento dos fatos

O delegado que, até o dia 15/4/2021, ocupava o cargo de Superintendente da Polícia Federal no estado do Amazonas afirmou publicamente ter reunido provas de que madeireiros falsificavam documentos e davam aparência legal a estoques de madeira roubados em terras públicas griladas. A imprensa já havia exibido, dias antes, a aterrissagem do Ministro do Meio Ambiente na cena do suposto crime. Ele buscava então encenar grande operatividade administrativa, inclusive com recursos vestimentares que pretendiam sugerir maior intimidade com a selva do que com o mundo de negócios paulista. E afirmou, contrariando as investigações policiais, existir “presunção de que há uma conexão da origem do lote com os documentos que estão ali relacionados”[i]

Continue Lendo